Possibilidades para pensar o processo de aquisição da linguagem pelos CODAs

Priscilla Samantha Barbosa Verona

Resumo


O artigo se propõe a refletir acerca das principais características do processo de aquisição da Libras por CODAs, as crianças ouvintes filhas de pais surdos. Tendo em vista que os CODAs estão envolvidos em uma cultura linguística diferente daquela em que estão imer-sas crianças filhas de pais ouvintes consideramos que ao adquirir a Libras ele acaba por internalizar códigos linguísticos e culturais da língua de sinais ao mesmo tempo em que internaliza os elementos da cultura oral uma vez que é ouvinte. O estudo teve como pro-posta metodológica um levantamento bibliográfico para que fosse possível a aproximação com a temática. Buscou-se realizar um percurso metodológico simples e objetivo que se baseia em uma análise dos principais (embora poucos) trabalhos que abordam o tema den-tro do debate acadêmico. O aprendizado da Libras exige uma lógica diferente, marcada por construções de sentido muito distintas `as da língua portuguesa, e por isso é importante mencionar que há em seu  processo de aquisição um movimento intensivo de intercambio de estruturas que se encontram e se afastam paradoxalmente. Além de ser uma modalidade linguística baseada nos sinais e não na oralidade, ela segue também uma estrutura gramati-cal própria. Os CODAs crescem numa espécie de fronteira marcada por um universo sur-do e um universo ouvinte.


Palavras-chave


CODAs. Libras. Linguagem

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/cpg.v17n1.7666

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Cadernos de Pós-graduação
ISSN da versão online: 2525-3514
www.cadernosdepos.org.br