Quinze anos da lei 10639/2003: algumas reflexões dos seus antecedentes históricos, sua importância e os desafios para sua efetivação

Cinthia Nolácio de Almeida Maia

Resumo


O presente artigo é fruto de uma pesquisa bibliográfica e tem como objetivo principal apresentar um estudo sobre o contexto em que se deu a criação da Lei 10639/2003, que estabelece a obrigatoriedade do ensino da História e da Cultura Africana e Afro-brasileira na educação escolar, ressaltando sua importância e os desafios para a sua consubstancia-ção, mesmo quinze anos após sua implementação.  Concluímos que a Lei supracitada re-presenta avanços na luta pelos direitos sociais educacionais, especialmente para os negros, uma vez que, que se contrapôs à presença do racismo e de seus efeitos, seja na política educacional mais ampla, seja na organização e funcionamento da educação escolar, dos currículos, das práticas pedagógicas e das relações sociais na escola, porém, muitos desafi-os ainda precisam ser superados para que a mesma se efetive, especialmente em questões que tocam a formação docente, produção de livros e materiais didático-pedagógicos, mu-danças curriculares, entre outras.


Palavras-chave


LEI 10639/2003. Educação Escolar. Negros. Relações étnico-raciais. Desafios.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/cpg.v17n1.8353

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Cadernos de Pós-graduação
ISSN da versão online: 2525-3514
www.cadernosdepos.org.br