Para além das métricas simplistas na pesquisa educativa. As lições da contínua relevância e impacto freiriano

Gustavo Enrique Fischman, Sandra Regina Sales, Esther do Lago e Pretti

Resumo


A prática de medir o impacto da pesquisa usando métricas indiretas como o fator de impacto das revistas no campo das Ciências Sociais e, mais especificamente, no campo da educação, tem ganhado força no Brasil e no mundo. Esses processos de avaliação produzem distorções que denominamos de simplimetrificação, já que mensuram a qualidade das pesquisas sem avaliar sua relevância e apenas indiretamente usando a quantidade de artigos publicados em periódicos científicos com alto fator de impacto, ou, no caso do Brasil, bem ranqueados no Qualis. Neste artigo, criticamos esse modelo de avaliação da pesquisa em educação a partir de reflexões sobre o impacto científico, pedagógico e político dos trabalhos de Paulo Freire. Como pesquisador, as publicações de Paulo Freire desafiam quase todas as regras atuais que definem quem é um pesquisador de impacto e muito provavelmente não seria admitido em um programa de pós-graduação brasileiro. Isso é muito irônico, já que Freire é um dos autores mais citados das Ciências Sociais contemporâneas. Neste trabalho concluímos que o exemplo freiriano confirma a importância de que pesquisadores/as façam com que seus trabalhos sejam acessíveis e usáveis por públicos diversos. Acesso e engajamento configuram os pilares para fortalecer a usabilidade da pesquisa educacional contemporânea.

Palavras-chave


Avaliação da Pesquisa Educacional. Fator de Impacto. Freire.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n47.10752

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

EccoS – Revista Científica
ISSN da versão online: 1983-9278
ISSN da versão impressa: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br