A pedagogia social nas implicações prisionais e práticas escolares intramuros: reflexões de um estudo no estado do Paraná

Vanessa Elisabete Raue Rodrigues, Rita de Cássia da Silva Oliveira

Resumo


O presente trabalho teve como objetivo analisar os discursos de ressocialização pela educação presentes nos documentos escolares dos nove centros de educação de jovens e adultos implantados nas penitenciárias estaduais do Paraná em confronto com as características estruturais destinadas à educação nestes ambientes. Desse modo, realizou-se o levantamento documental disponibilizado pelas insituições escolares, observando o Projeto Político-Pedagógico (PPP), o Regimento Escolar e a Proposta Pedagógica Curricular (PPC). Além disso, foram utilizados o Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (INFOPEN) e os dados disponibilizados pela Coordenação de Educação, Qualificação e Profissionalização de Apenados (CEQP). Para a pesquisa de campo, foram investidas visitas para verificação dos espaços destinados à educação nos ambientes prisionais, observando as condições estruturais como salas de aulas, biblioteca, laboratórios e demais espaços administrativos da escola. Pela perspectiva crítica, foi possível perceber que os pilares fundamentais do cumprimento de pena, pautados no processo pedagógico de reeducação da pessoa privada de liberdade, muitas vezes perdem espaço para a garantia de segurança. Esse aspecto de instabilidade e ambiguidade no referencial de ações, demonstrou a fragilidade das mesmas e a necessidade de a escola instituir iniciativas que promovam a emancipação humana no ambiente prisional. Identificou-se, dessa forma, a fundamentação necessária para proposta de elaboração de um projeto político-pedagógico para educação nas prisões e, pela sua dimensão, a aproximação prática da Educação Social, fundamentada no campo teórico da Pedagogia Social.

Palavras-chave


Educação. Prisão. Pedagogia Social

Texto completo:

PDF

Referências


BARATTA, Alessandro. Criminologia crítica e crítica do Direito Penal: introdução à sociologia do direito penal. Trad. Juarez Cirino dos Santos. 3. ed. Rio de Janeiro: Revan: Instituto Carioca de Criminologia, 2002.

BLAZICH, Gladys Susana. La educación em contextos de encierro. Revista Iberoamericana de Educación. n. 44, 2007. p. 53-60.

BRASIL. Resolução nº 2, de 19 de maio de 2010. Dispõe sobre as Diretrizes Nacionais para a oferta de educação para jovens e adultos em situação de privação de liberdade nos estabelecimentos penais. Lex: Diário Oficial da União, seção 1, p. 1, maio, 2 trim, 2010. Disponível em: Acesso em 15 jan. 2017.

BRASIL. Ministério da Justiça e Segurança Pública. Departamento Penitenciário Nacional – Levantamento Nacional de Informações Penitenciária (INFOPEN) – Junho 2016. Brasília: Ministérios da Justiça e Segurança Pública. Departamento Penitenciário Nacional, 2017.

BRASIL. Resolução n° 06, de 07 de dezembro de 2017. Dispõe sobre a flexibilização das Diretrizes Básicas para Arquitetura Penal do Anexo 1 da Resolução nº 9 de 18 de novembro de 2011 que trata das Diretrizes da Arquitetura Penal. Lex: Diário Oficial da União, seção 1, p. 74, dez. 4. trim. 2011. Disponível em Acesso em 30 mar. 2018.

CALIMAN, Geraldo. Pedagogia Social: contribuições para a evolução de um conceito. In: SILVA, Roberto. (org.) Pedagogia Social: contribuições para uma teoria geral da educação social. v. 2, São Paulo: Expressão e Arte, 2011.

CORDEIRO, Suzann. Até quando faremos relicários? A função social do Espaço Penitenciário. 2. ed. rev. e ampl. Maceió: Edufal, 2010.

GADOTTI, Moacir. Educação Popular, Educação Social, Educação Comunitária: conceitos e práticas diversas, cimentadas por uma causa comum. Revista Diálogos. IV Congresso Internacional de Pedagogia Social: domínio epistemológico. V. 18, n. 1, dez. 55-65, 2012.

GRACIANI, Maria Stela Santos. Desafios metodológicos da prática social transformadora ou teorizar a prática social para transformá-la. In: SILVA, Roberto da. (org.) Pedagogia Social: contribuições para uma teoria geral da educação social. v. 2, São Paulo: Expressão e Arte, 2011.

IPARDES. Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua). Curitiba, 2016.

IPEA. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Reincidência Criminal no Brasil: relatório de pesquisa. Rio de Janeiro: IPEA, 2015.

LOURENÇO, Arlindo da Silva. Os processos educativos nas prisões: suas regularidades e suas singularidades. In: LOURENÇO, Arlindo da Silva; ONOFRE, Elenice Maria Cammarosano. (orgs). O espaço da prisão e suas práticas educativas: enfoques e perspectivas contemporâneas. São Carlos: EdUFSCar, 2011.

MARTINS, Ernesto Candeias. A Pedagogia social/Educação social nos meandros da comunidade e da escola. Educareducare. ano XV, n. 1, II série, 2013. Disponível em < https://repositorio.ipcb.pt/handle/10400.11/2654> Acesso em 20 jun 2018.

MONTEIRO, Felipe Mattos. CARDOSO, Gabriela Ribeiro. A seletividade do sistema prisional brasileiro e o perfil da população carcerária; um debate oportuno. Civitas. v. 13. n. 1. Porto Alegre, jan. abr, 2013, p. 93-117.

ONOFRE, Elenice Maria Cammarosano. Escola da prisão: espaço de construção da identidade do homem aprisionado? In: ONOFRE, Elenice Maria Cammarosano. Educação escolar entre as grades. São Carlos: EdUFScar, 2007.

PEREIRA, Antonio. A educação-pedagogia no cárcere, no contexto da pedagogia social: definições conceituais e epistemológicos. Revista Educação Popular. Uberlândia, v.10, p. 38-55, jan/dez, 2011.

RESENDE, Selmo Haroldo de. A vida na prisão: histórias de objetivação e sujeição na educação do condenado. In: LOURENÇO, Arlindo da Silva; ONOFRE, Elenice Maria Cammarosano (org.). O espaço da prisão e suas práticas educativas: enfoques e perspectivas contemporâneas. São Carlos: EdUFSCar, 2011.

RIBEIRO, Bruna Carolina de Alfaia; MACHADO, Edina Fialho. Pedagogia Social no Cárcere em busca de humanização. Revista Diálogos: extensão, metodologias e inclusão. Brasília, v. 20, n. 01, nov, 2016. Disponível em Acesso em 20 jun. 2018.

RODRIGUES, Vanessa Elisabete Raue. Lembranças no cárcere: a evasão na idade própria do aluno preso e suas possibilidades na educação prisional. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO. Curitiba. Anais eletrônicos... Curitiba, 23 a 26 de setembro de 2013/Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Curitiba: PUCPR, 2013. Disponível em < http://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2013/15124_7080.pdf> Acesso em 10 nov. 2013.

RODRIGUES, Vanessa Elisabete Raue. A relação da Educação e do Trabalho na Penitenciária Industrial de Guarapuava: mudanças e permanências históricas. 2015. 130 p. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual do Centro-Oeste, Guarapuava.

RODRIGUES, Vanessa Elisabete Raue; QUADROS, Sheila Fabiana de; OLIVEIRA, Rita de Cássia da Silva. A dialética marxista nas implicações educacionais do sistema prisional. In: PEREIRA, Ana Lúcia; BRANDT, Célia Finck; GABRIEL, Fábio Antônio. Fundamentos Epistemológicos da Educação. Rio de Janeiro: Multifoco, 2017.

SANTOS, Silvio dos. A educação escolar na prisão sob a ótica de detentos. In: ONOFRE, Maria Cammarosano (org). Educação escolar entre as grades. São Carlos: EdUFScar, 2007.

SAPORI, Luis Flávio. SANTOS, Roberta Fernandes. MAAS, Lucas Wan Der. Fatores Sociais determinantes da reincidência criminal no Brasil. Revista Brasileira de Ciências Sociais. vol. 32, n. 94, junho/2017. Disponível em Acesso em 20 maio 2017.

SCARFÓ, Francisco; BREGLIA, Florencia; FREJTMAN, Valéria. Sociedade Civil e Educação Pública nos presídios: questões para reflexão. In: LOURENÇO, Arlindo da Silva; ONOFRE, Elenice Maria Cammarosano. (orgs). O espaço da prisão e suas práticas educativas: enfoques e perspectivas contemporâneas. São Carlos: EdUFSCar, 2011.

SILVA, Haroldo Caetano da. Ensaio sobre a pena de prisão. Curitiba: Juruá, 2009.

SILVA, Roberto da. Visões e concepções necessárias a uma teoria geral da educação social. In: ______. (org.) Pedagogia Social: contribuições para uma teoria geral da educação social. v.2, São Paulo: Expressão e Arte, 2011.

SILVA, Roberto da; MOREIRA, Fábio; OLIVEIRA, Carolina Bessa Ferreira de. Ciências, Trabalho e Educação no sistema penitenciário brasileiro. Caderno Cedes. Campinas, v.36, n.98, p.9-24, jan-abr, 2016.

SILVA, Roberto da (org). Didática no Cárcere II: entender a natureza para entender o ser humano e seu mundo. São Paulo: Giostri Editora, 2018.

SOLBES, Victor S. Martin; MERINO, Eduardo S. Vila. Si nada Cambia, Todo continua igual: la educación social y sus ausências em el âmbito penitenciario. RES – Revista de Educación Social. n. 22. Enero, 2016. Disponível em < www.eduso.net/res/admin/archivo/docdow.php?id=734> Acesso em 20 jun. 2018.

WAISELFISZ, Julio Jacobo. Mapa da Violência- 2014. Rio de Janeiro: Fracso, 2014.




DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n48.11549

Direitos autorais 2019 EccoS – Revista Científica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

EccoS – Revista Científica
ISSN da versão online: 1983-9278
ISSN da versão impressa: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br