Gestão universitária: insumos para uma discussão

Maria Ester Dal Poz

Resumo


Este artigo apresenta insumos para uma análise sobre as políticas de gestão universitária. A questão central é: em que medida faz sentido incorporar programas de gestão às universidades? A universidade é uma instituição ímpar, porque apresenta capacidade de sobreviver às mudanças históricas sem deixar de acompanhar as alterações da sociedade. Cerca de 70 universidades criadas na Europa, durante a Idade Média, ainda se encontram estabelecidas neste início de século, enquanto tantas outras instituições do mundo ocidental desapareceram. O papel, a organização e o modus operandi das universidades são ao mesmo tempo reflexo e contraponto das sociedades nas quais estão inseridas e de seus movimentos históricos. Sua função histórica como instituição de ensino e pesquisa permanece inalterada: modificam-se apenas as formas de a universidade se relacionar com o entorno, sendo esta a fonte do debate sobre a relevância e a pertinência das atuais políticas que visam aumentar a racionalidade da gestão universitária.

Palavras-chave


universidade; gestão institucional; análise de política.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.v5i1.342

Direitos autorais



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

EccoS – Revista Científica
ISSN da versão online: 1983-9278
ISSN da versão impressa: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br