A educação sociocomunitária: reflexões sobre o educar para a autonomia

Maria Luísa Bissoto

Resumo


O artigo discute as possibilidades de uma educação para a autonomia, centrada nos princípios da Educação Sociocomunitária. Busca-se definir uma compreensão da Educação Sociocomunitária como a escuta da diversidade de concepções ideológicas e práticas educacionais, que dispersas no cotidiano social, constituem a subjetividade dos sujeitos. Metodologicamente é uma elaboração conceitual, cujos referenciais teóricos estão fundados na perspectiva freireana e na Abordagem das Capacidades Humanas, como defendida por Sen e Nussbaum. Como resultados se espera fomentar novas perspectivas de enfocar a educação para a autonomia e a educação emancipatória, baseadas no afloramento de espaços de contato social, nos quais seja possível fazer a recolha dialógica de sentidos quanto ao que significa educar.

Palavras-chave


Educação; Educação Sociocomunitária; Ciências Humanas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n41.4566

Direitos autorais



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

EccoS – Revista Científica
ISSN da versão online: 1983-9278
ISSN da versão impressa: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br