Reflexões sobre o PROCAMPO – Programa de Apoio à Formação Superior em Licenciatura em Educação do Campo

Ramofly Bicalho

Resumo


O presente texto é fruto das pesquisas realizadas em educação do campo na estreita articulação com os movimentos sociais, numa perspectiva histórica e emancipadora, desenvolvida no Pós-Doutorado em Educação da Universidade Federal Fluminense (UFF). Nosso objetivo central foi compreender o Programa de Apoio à Formação Superior em Licenciatura em Educação do Campo – PROCAMPO, enquanto política pública específica de educação do campo, oriunda das mobilizações dos movimentos sociais. A pesquisa documental foi desenvolvida, predominantemente, em acervos bibliográficos. Utilizamos entre as fontes de investigação, legislações, portarias, decretos e referenciais teóricos sobre educação do campo nos movimentos sociais. Apoiamo-nos numa perspectiva sociológica de investigação e explicação dos processos sociais de participação dos sujeitos camponeses, enquanto, seres históricos e culturais. Os resultados mostram que o PROCAMPO contribui para formação político-pedagógica dos educadores nas escolas do campo, respeitando-se os valores da solidariedade e da ética presentes na luta pela terra.

Palavras-chave


Educação do Campo. Escola do Campo. Formação Docente. Movimentos Sociais.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n45.7783

Direitos autorais



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

EccoS – Revista Científica
ISSN da versão online: 1983-9278
ISSN da versão impressa: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br