Bolsa Permanência na UFMS: novas configurações e velhos desafios

Felipe Vieira Gimenez, Carina Elisabeth Maciel

Resumo


 Este artigo tem como objetivo analisar a percepção dos estudantes sobre a ação “Bolsa Permanência” na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul/UFMS, campus Campo Grande, como estratégia para favorecer a permanência nos cursos de graduação presencial. O presente texto é resultado de pesquisa realizada em rede e produto de dissertação já defendida, por meio do qual buscamos o desvelamento do real, intrínseco nas práticas sociais e na materialização das políticas educacionais. A pesquisa é de caráter exploratório e tem natureza bibliográfica e documental, apresentando como fontes relatórios e documentos institucionais do MEC e da UFMS para o período 2013, 2014 e 2015. Os resultados indicam que a bolsa permanência, vinculada à política de assistência estudantil na UFMS, constituiu estratégia política que favorece, mas não garante, a permanência dos estudantes no campus universitário por meio de bolsas e auxílios financeiros concedidos no âmbito da ação Bolsa Permanência.


Palavras-chave


Assistência Estudantil. Educação Superior. Permanência. UFMS.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n47.7918

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

EccoS – Revista Científica
ISSN da versão online: 1983-9278
ISSN da versão impressa: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br