O estado do conhecimento das pesquisas sobre formação de professores no quadro da expansão da educação superior no Brasil

Barbara Cristina Moreira Sicardi Nakayama, Douglas da Silva Tinti

Resumo


O texto tem como objetivo apresentar o estado do conhecimento das pesquisas brasileiras sobre projetos e programas desenvovidos no contexto das políticas públicas de expansão da Educação Superior e que tratam especificamente da formação de professores. Foram consideradas as produções acadêmicas brasileiras cadastradas na Biblioteca Digital Brasileira de Dissertações e Teses identificadas a partir dos descritores ‘expansão da educação superior’ e ‘formação de professores’, vinculados a todos os campos de busca dos trabalhos. Foram encontrados e analisados 15 estudos e, após leitura dos textos na íntegra, o corpus analítico considerou informações sobre o contexto em que as pesquisas foram desenvolvidas, seus objetivos, referenciais teóricos, metodologias e principais resultados apresentados pelo pesquisador. Os dados foram sistematizados em quadros-síntese na perspectiva de identificar tendências teórico-metodológicas, locus de produção e objetos de estudo na interface com os resultados apresentados. Os resultados deste trabalho indicam uma concentração de produção nas universidades públicas, apontam uma pluralidade de aportes teóricos utilizados e uma ênfase na utilização de metodologias de análise documental e estudos de caso.

Palavras-chave


Estado do Conhecimento. Expansão da Educação Superior. Formação de Professores. Políticas e Programas Institucionais.

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, P. S. F. A expansão das licenciaturas e da Educação Superior em Goiás: privatização, interiorização e estadualização (1997-2006). Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2008. 89 p.

BARBOSA, Gisele Heloise. Democracia participativa no Brasil: a Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação (1997-2007). Dissertação (Mestrado em Ciências Humanas) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2012. 231 p.

BERBAT, M. C. Formação de professores de Geografia na Educação Superior à Distância: contextos institucionais em questão. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade do Estado do Rio de Janeiro – Instituto de Geografia, Rio de Janeiro, 2008. 248 p.

BERBAT, M. C. Pró-licenciatura e a experiência de formação de professores para a educação básica. Tese (Doutorado) – Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, Campinas, 2015. 277p.

BITTENCOURT, R. L. Formação de professores em nível de graduação na modalidade EAD: o caso da pedagogia da UDESC - Pólo de Criciúma-SC. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2008. 254 p.

CARVALHO, C. H. A. A política pública para a educação superior no Brasil (1995-2008) = ruptura e/ou continuidade? Tese (Doutorado em Ciências Econômicas). Universidade de Campinas, Campinas, 2011. 457 p.

GATTI, B. A; BARRETO, E.; ANDRÉ, M. Políticas docentes no Brasil: um estado da arte. Brasília: Unesco-Brasil. 2011.

GENTIL, V. K; LACERDA, M. P. C. de. Expansão do ensino superior do sistema federal brasileiro no período 2003 -2006. RBPAE - v. 32, n. 3, p. 829 - 849 set./dez. 2016

GONÇALVES, T; FIORENTINI, D. Formação e desenvolvimento profissional de docentes que formam matematicamente futuros professores. In: FIORENTINI, D; NACARATO, A. (Org.). Cultura, formação e desenvolvimento profissional de professores que ensinam matemática: investigando e teorizando a partir da prática. São Paulo: Musa Editora; Campinas: GEPFPM-PRAPEM-FE/UNICAMP, 2005.

JOSSO, M. C. Da formação do sujeito ao sujeito da formação. In: NÓVOA, A. & FINGER, M. O método (auto) biográfico e a formação. Lisboa: Ministério da Saúde, 1988.

LIMA, M. F. B. A expansão das licenciaturas no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo: percursos e características. Dissertação (Mestrado em Educação). Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. São Paulo, 2015. 211 p.

MAIA, M. Z. B. Expansão da Educação a distância no Brasil a partir dos anos 1990: o caso da universidade do Tocantins. Tese (Doutorado em Ciências Humanas). Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2011. 297 p.

MOROSINI, M. C.; FERNANDES, C. M. B. Estado do Conhecimento: conceitos, finalidades e interlocuções. Educação por Escrito, Porto Alegre, v.5, n.2, p. 154-164, jul./dez. 2014.

NASCIMENTO, D. S. A expansão da educação superior e o trabalho docente: um estudo sobre o Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (PARFOR) na UFPA. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Educação, Belém, 2012. 177 p.

NOVAES, V. G. S. Pólo universitário de Palmeiras de Goiás concretização das políticas educacionais da UEG. Dissertação (Mestrado em Educação) Pontifícia Universidade Católica de Goiás, Goiânia, 2004. 304 p.

NÓVOA, A. A formação tem que passar por aqui: as histórias de vida no projeto PROSALUS. In: NÓVOA, A. & FINGER, M. O método (auto) biográfico e a formação. Lisboa: Ministério da Saúde, 1988.

OCDE. Le rôle crucial des enseignants: Attirer, former et retenir des enseignants de qualité. Paris, 2005. Disponível em: . Acesso em 08/03/2018.

SANTOS, C. A. A expansão da educação superior rumo à expansão do capital: interfaces com a educação a distância. Tese (Doutorado em Educação) Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008. 126 p.

SILVA, A. C. L. A análise das estratégias de desenvolvimento acadêmico da UFSCar e suas implicações para a distribuição de recursos do MEC: indicadores de gestão. Dissertação (Mestrado em Multidisciplinar) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2011. 117 p.

SILVA, V. L. R. Docentes universitários em construção: narrativas de professores iniciantes de uma universidade pública no contexto de sua interiorização no sul do Amazonas. Tese (Doutorado em Educação). Universidade do Vale do Rio dos Sinos. São Leopoldo, 2015. 177p.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis, RJ: Vozes, 2003.

TORRES, A. R. A pedagogia universitária e suas relações com as políticas institucionais para a formação de professores de educação superior. Tese (Doutorado – Programa de Pós-graduação em Educação). Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. 294p.

VIEIRA, M. A. V. Análise comparativa das políticas públicas para a educação superior no Brasil (1995-2010): ruptura e/ou continuidade? Dissertação (Mestrado em Ciências Econômicas). Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2012. 298 p.




DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n46.8057

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

EccoS – Revista Científica
ISSN da versão online: 1983-9278
ISSN da versão impressa: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br