Educação superior em tempos de crise: há espaço nas políticas de educação para a discussão do professor universitário?

Silvia Regina Canan, Camila de Fátima Soares dos Santos

Resumo


O presente artigo objetiva refletir sobre o contexto da educação superior em tempos de crise nesta segunda metade do século XXI, considerando a profissionalização do docente. Esse debate é fruto de uma pesquisa bibliográfica que tem base em estudos teóricos desenvolvidos no Núcleo de Estudos em Políticas e Processos de Educação Superior (NEPPES) do Programa de Pós-Graduação em Educação da URI/FW, vinculado a linha de Pesquisa do PPGEDU: Políticas Públicas e Gestão da Educação, tomando em consideração pesquisas já desenvolvidas pelo Núcleo e referenciais bibliográficos de autores que estudam a temática em âmbito nacional e internacional. O mote dos estudos gira em torno do fato de que o professor da educação superior, além de uma formação específica que o habilite ao magistério de uma determinada disciplina ou área do conhecimento, também necessita ter domínio da competência pedagógico-didática e da dimensão político-educacional na qual está inserido. A análise dos referenciais pesquisados oportunizou refletir sobre a profissionalização docente na Educação Superior, particularmente quanto à necessidade de tornar mais significativo o processo de aprendizagem dos educandos, futuros profissionais, a partir da prática docente. Para a discussão da temática, utilizamos as categorias: formação docente, profissionalidade docente e processo educativo.

Palavras-chave


Educação Superior. Formação de Professores. Prática Docente na Educação Superior. Processos Educativos. Profissionalização Docente.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, Maria Isabel de e PIMENTA, Selma Garrido. A construção da docência universitária no âmbito da Universidade de São Paulo. PIMENTA, S.G. e ALMEIDA, M. I. (org.). In.: Pedagogia universitária: caminhos para a formação de professores. São Paulo: Cortez, 2011.

CERUTTI, Elisabete e NOGARO, Arnaldo. Desafios docentes no ensino superior: entre a intencionalidade pedagógica e a inserção da tecnologia. In.: RIAEE – Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, v.12, n.3, p. 1592-1609, jul./set. 2017.

CUNHA, Maria Isabel da. O bom professor e sua prática. 10. ed. Campinas, SP: Papirus,

CUNHA, Maria Isabel da. Políticas e docência na universidade: novas configurações e possíveis alternativas. In.: CUNHA, Maria Isabel da (Org.). Formatos avaliativos e concepções de docência. Campinas, SP: Autores Associados, 2005.

CUNHA, Maria Isabel da Inovações pedagógicas: o desafio da reconfiguração de saberes na docência universitária. Cadernos Pedagogia Universitária. São Paulo: USP, 2008.

CUNHA, Maria Isabel da A docência como atividade complexa. In: CUNHA, Maria Isabel da. Trajetórias e lugares de formação da docência universitária: da perspectiva individual ao espaço institucional. Brasília, DF: CAPES; CNPq, 2010.

FÁVERO, Altair Alberto. A formação de docentes universitários no contexto da expansão da Educação Superior. In: XI Congresso Nacional de Educação - EDUCERE, 2013, Curitiba – PR. Anais do XI Congresso Nacional de Educação – EDUCERE. Curitiba – PR: PUCPR, 2013. p. 7876-7887.

FREIRE, Paulo. A educação na cidade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1991.

FREIRE, Paulo. A educação na cidade. 2. ed São Paulo: Cortez, 1995.

GARCIA, Marcelo C. Formação de professores: para uma mudança educativa. Portugal: Porto Editora, 1999.

IMBERNÓN, Francisco. Inovar o ensino e a aprendizagem na Universidade. São Paulo: Cortez, 2012.

LEITE, Carlinda e RAMOS, Kátia. Questões da formação pedagógica-didática na sua relação com a profissionalidade docente. In.: LEITE, Carlinda (org.). Sentidos da Pedagogia no ensino superior. Porto, Portugal: Legis Editora - CIIE/Livpsic, 2010.

LUCARELLI, Elisa. Paradojas de um rol: el assessor pedagógico em la univesidad. In: LUCARELLI, E (Org.). El assessor pedagógico em la universidad: de la teoria pedagógica a la práctica em la formación. Buenos Aires: Paidós, 2004.

MASETTO, Marcos T. Competência Pedagógica do professor universitário. São Paulo: Summus, 2003.

MASETTO, Marcos (Org) Docência na Universidade. 4 ed. Campinas: Papirus, 2002.

MASETTO, Marcos T. Professor Universitário: um profissional da educação na atividade docente. In: MASETTO, Marcos T. (org.). Docência na universidade. Campinas, SP: Papirus, 1998. p. 9-26.

MOROSINI, Marília. Docência na educação superior. In.: Coleção Educação Superior em Debate. v. 5. Brasília, 1º e 2 de dezembro de 2005 / Organização: Dilvo Ristoff e Palmira Sevegnani. – Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2006. 329 p.

NÓVOA, António. Os professores e sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992.

PIMENTA, Selma Garrido; ANASTASIOU, Graças Camargo. Docência do ensino superior. São Paulo: Cortez, 2002.

PIMENTA, Selma Garrido. Formação de Professores: identidade e saberes da docência. In: PIMENTA, Selma Garrido. (org.). Saberes Pedagógicos e atividade docente. 8. ed. São Paulo: Cortez, 2012. p. 15-38.

SACRISTÁN, José Gimeno. Conciencia y acción sobre la práctica como liberación professional. In: IMBERNÓN, Francisco. La formación permanente del professorado em los países de la CEE. Barcelona, ICE/Universitat de Barcelona – Horsori, 1993.

SAVIANI, Dermeval. A Filosofia da Educação e o problema da Inovação em Educação. In: WALTER, E. Garcia. Inovação educacional no Brasil: problemas e perspectivas. São Paulo: Cortez, 1989. p. 15-27.

SANTOS, Boaventura de Souza. Um discurso para as ciências. Porto: Afrontamento, 1988.

SANTOS, Fernando Seabra; ALMEIDA FILHO, Naomar de. A quarta missão da Universidade: internacionalização universitária na sociedade do conhecimento. Brasília: Editora Universidade de Brasília; Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2012. 238 p.

TARDIF, Maurice. Saberes Docentes e Formação profissional. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.




DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n48.8201

Direitos autorais 2019 EccoS – Revista Científica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

EccoS – Revista Científica
ISSN da versão online: 1983-9278
ISSN da versão impressa: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br