Aplicação do característico setorial de inovação como modelo de diagnóstico em inovação das epp que atuam no setor da indústria de reparos de automóveis

André Marques Cavalcanti, Ademir Gomes Ferraz, Cicero Mariano Pires dos Santos, Carla Patrícia Santos Ferreira, Paula Hadassa Ulisses Sales Silva

Resumo


A indústria de automóveis no Brasil tem uma participação no PIB industrial de 25%, movimentando um número considerável de trabalhadores em uma cadeia que engloba fornecedores de matéria-prima, autopeças, oficinas mecânicas, distribuidores entre outras.  Considerando que existe um crescimento médio da frota de automóveis no Brasil de 5% ao ano, identifica-se a necessidade de estabelecer serviços que garantam o pleno funcionamento dessa frota atendendo os critérios de disponibilidade exigidos por seus usuários. A proposta dessa pesquisa é definir um modelo de diagnóstico que possibilite identificar em quais dimensões devem ser considerados investimentos em inovação para melhorar o nível de competitividade das oficinas. A pesquisa avalia a aplicação do modelo do Característico de Inovação Setorial para determinar as dimensões de inovação prioritárias realizando um survey com uma amostra de 150 empresas onde identifica-se as dimensões que possibilitam elevar os níveis de competição das empresas desse setor.


Palavras-chave


Radar de Inovação; Indústria de reparos de automóveis; Nível de desenvolvimento organizacional.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/exactaep.v15n3.6890

Tempo médio entre a submissão e primeira resposta de avaliação: 120 dias

Exacta – Engenharia de Produção

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma  Licença Creative Commons Attribution 4.0