Flexibilidade em serviços: análise das táticas utilizadas por entidades organizadoras de eventos

Jéssica Alessandra Santos Brito, Noel Torres Júnior

Resumo


Apesar da relevância dos eventos para a economia brasileira, ainda são poucos os trabalhos que estudam a utilização de técnicas de gestão nestes serviços. Assim sendo, este trabalho objetivou comparar as táticas utilizadas pelos organizadores de eventos para lidar com os riscos presentes durante a entrega do serviço. Para tal fim, efetuou-se um estudo de múltiplos casos em seis entidades brasileiras organizadoras de eventos. Os dados analisados foram coletados por meio de entrevistas estruturadas e pesquisa documental. Sua análise mostrou que há inter-relação entre alguns dos riscos presentes durante a execução do evento. Também foi possível entender quais os tipos de flexibilidades são utilizados para tratá-los. Ao relacionar os riscos às flexibilidades, verificou-se que não havia na literatura pesquisada um tipo de flexibilidade ligado a alterações na infraestrutura interna para a prestação do serviço. Por conseguinte, foi proposta uma nova flexibilidade: a flexibilidade de infraestrutura interna.


Palavras-chave


Serviço; Flexibilidade; Eventos; Riscos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/exactaep.v16n3.7850

Tempo médio entre a submissão e primeira resposta de avaliação: 120 dias
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Exacta – Engenharia de Produção
ISSN da versão eletronica: 1983-9308
ISSN da versão impressa: 1678-5428
http://revistaexacta.org.br