Análise do impacto de mudanças institucionais sobre a produção de açúcar no Brasil entre 1980 a 2015

Diogo Ferraz, Fabíola Cristina Ribeiro de Oliveira, Maria Rita Pontes Assumpção

Resumo


O objetivo deste trabalho é mensurar o impacto de mudanças institucionais sobre a produção de açúcar no Brasil, entre 1980 e 2015. Foram consideradas três mudanças institucionais: a inovação do açúcar (tipo Very High Polarization); a desregulamentação setorial e; a queda dos subsídios europeus à produção desta commodity. A relevância deste trabalho está no fato destas mudanças serem analisadas empiricamente (teste de hipóteses, taxa de crescimento e modelo econométrico). O resultado do teste de hipóteses comprovou que a produção média de açúcar se alterou antes e depois de cada evento. As taxas de crescimento demonstraram que, após cada mudança, o ritmo de produção foi alterado, sobretudo para a região Centro-Sul e no estado de São Paulo. O modelo econométrico demonstrou que as mudanças institucionais alteraram a inclinação da curva de produção do açúcar. Comprova-se que a inovação do açúcar VHP foi a mudança institucional que mais impactou a produção brasileira.


Palavras-chave


Açúcar; Mudanças Institucionais; Setor Sucroalcooleiro; Econometria.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/exactaep.v17n1.8108

Direitos autorais 2019 Exacta

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Tempo médio entre a submissão e primeira resposta de avaliação: 120 dias
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Exacta – Engenharia de Produção
ISSN da versão eletronica: 1983-9308
ISSN da versão impressa: 1678-5428
http://revistaexacta.org.br