Estudo Quanti-Qualitativo do Fluxo de Regulação de Leitos Hospitalares no Paraná

Andrea Ferreira Caria Bugês, Livia Fernandes Probst, Denise de Fátima Barros Cavalcante, Jaqueline Vilela Bulgareli

Resumo


Este estudo teve o objetivo de identificar possibilidades e limites na regulação das internações de média e alta complexidade na central de leitos da Macro Norte do Estado do Paraná. Na primeira etapa (quantitativa), foram obtidos dados relativos ao cadastro da central de regulação de leitos da Macro Norte. A segunda etapa (qualitativa) consistiu em entrevista junto aos gestores municipais e estaduais. 11% dos casos cadastrados não foram regulados e, em 35% dos casos cadastrados, o acesso não se deu por mecanismos rotineiros. O desempenho e a ocupação dos leitos em cada regional de saúde foi diferente, devido à infraestrutura assistencial deficitária, fragilidade das pactuações entre os gestores e prestadores, redes de atenção à saúde fragmentadas, atuação da regulação e interferências nas ações regulatórias. Conclui-se que a regulação da Macro Norte procura garantir o acesso do usuário na urgência, embora não apresente desempenho máximo por problemas organizacionais e estruturais.

Palavras-chave


Hospitalização; Número de Leitos em Hospital; Acesso aos Serviços de Saúde; Qualidade, Acesso e Avaliação da Assistência à Saúde; Controle de Acesso; Gestão em Saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/rgss.v6i3.317

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista de Gestão em Sistemas de Saúde – RGSS

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Rev. Gest. Sist. Saúde
e-ISSN: 2316-3712
www.revistargss.org.br