Marcadores antropométricos de adiposidade e hipertensão arterial em academias de ginástica: um estudo exploratório

Geraldo Albuquerque Maranhão Neto, Rodrigo Cunha de Mello Pedreiro, Lucas Antunes Faria Vieira, Leandro de Oliveira Sant'Ana, Julio Cézar Sillos André, Henrique de Castro e Silva, Simone Andrade de Almeida e Silva, Sérgio Machado, Eduardo Lattari

Resumo


Introdução: Há uma falta de conhecimento sobre o perfil de saúde das pessoas que frequentam as academias de ginástica. Objetivo: Investigar a prevalência de hipertensão arterial (HA) e sua associação com Índice de Massa Corporal (IMC) e Circunferência da Cintura (CC) em frequentadores de academias no município do Rio de Janeiro. Métodos: A amostra foi constituída de 2836 mulheres e 1707 homens com idades entre 19 e 64 anos. A HA foi diagnosticada como pressão arterial ≥140/90 mm Hg. Todas as medidas antropométricas seguiram as diretrizes preconizadas pela International Society for the Advancement of Kinanthropometry. Resultados: As prevalências de HA (10,9%), sobrepeso (30,3%) e obesidade (11,5%), foram significativamente maiores nos homens e associados com a idade, e a prevalência de CC elevada (56,6%) foi significativamente maior em mulheres e se associou com a idade (p<0,001). Apesar da prevalência de HA ter sido relativamente baixa, tanto o IMC quanto o CC mostraram-se marcadores associados a HA. Conclusão: Profissionais que trabalham em academias de ginástica devem ter conhecimento sobre a importância desses indicadores e principalmente sobre a sua relação com a HA.


Palavras-chave


Índice de Massa Corporal; Sobrepeso; Hipertensão.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v17n4.8707

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN da versão impressa: 1677-1028
ISSN da versão online: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br