Corrente Russa associada ao Ultrassom ou a Fonoforese reduz o Fibro Edema Gelóide

Anna Y. M. Rodrigues, Jeanine Rolin, Mariana V. de Sá, Layna H. C. Silveira, Morgana Duarte da Silva

Resumo


Introdução: O fibro edema gelóide (FEG) ocasiona deformações locais no tecido subcutâneo. Correntes excito motoras, como a corrente russa (CR), e métodos que associam efeitos mecânicos e térmicos no tecido, como o ultrassom (US), são usados para tratar a FEG. O US pode ainda ser aplicado com a fonoforese (FN) para aumentar a absorção percutânea de princípios ativos. Objetivo: Verificar o efeito da CR associada ao US ou à FN no tratamento da FEG em glúteos e coxas de mulheres jovens. Métodos: Participaram mulheres com FEG que realizaram 10 sessões de CR com US ou com FN. As voluntárias foram avaliadas antes e após os tratamentos. Resultados: Obteve-se diminuição da espessura das dobras cutâneas, redução do grau de FEG, redução da distorção da imagem corporal e índice de satisfação elevado das voluntárias com os resultados de ambos tratamentos, porém a FN associada à CR apresentou efeito mais evidente. Conclusão: Os tratamentos utilizados fornecem resultados rápidos e satisfatórios na redução do FEG.


Palavras-chave


Celulite; Imagem Corporal; Terapia de Estimulação Elétrica; Terapia Ultrassônica; Fonoforese.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v17n4.8740

Direitos autorais 2018



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN da versão impressa: 1677-1028
ISSN da versão online: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br