Análise comparativa da potência aeróbia máxima em jogadoras de futebol de acordo com as posições do sistema de jogo

Raphael José Perrier-Melo, Rhennan Rodrigues Barbosa, Jorge Luiz de Brito-Gomes, Saulo Fernandes Melo de Oliveira, Leonardo de Sousa Fortes, Manoel da Cunha Costa

Resumo


Introdução: O consumo máximo de oxigênio é uma variável que apresenta associação com a performance esportiva dos atletas. Seus valores podem ser diferentes de acordo com a posição tática. Objetivo: O objetivo do presente estudo foi comparar a potência aeróbia máxima de jogadoras de futebol de acordo com suas diferentes posições do sistema de jogo. Materiais e métodos: Participaram do estudo 18 atletas de futebol do sexo feminino (três zagueiras, quatro laterais, cinco meio-campistas e seis atacantes), com idade média de 19,1 (1,4) anos. Trata-se de um estudo de corte transversal. Foram realizadas as avaliações antropométricas (massa corporal e estatura) e da potência aeróbia máxima (Yo-yo test). Resultados: De acordo com a comparação realizada, não houve diferença estatisticamente significante sobre a potência aeróbia máxima das atletas. Conclusão: Não foram identificadas diferenças significativas quanto ao consumo máximo de oxigênio entre as jogadoras de futebol profissional, independentemente das posições de jogo.

 


Palavras-chave


Performance; Avaliação; Consumo de oxigênio; Futebol.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v17n4.8752

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN da versão impressa: 1677-1028
ISSN da versão online: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br