Reflexões Sobre a Crise da Democracia Representativa no Brasil Pós Constituição Federal de 1988

Ana Cristina Bacega De Bastiani, Mayara Pellenz

Resumo


Este artigo científico volta-se para a análise do processo da redemocratização do Brasil, ocorrida em 1988 por meio da promulgação da Constituição Federal, e da adoção da Democracia Representativa como modelo a ser seguido pela sociedade brasileira nas tomadas de decisões políticas do país. Analisar-se-á os problemas enfrentados pela Democracia Representativa no contexto brasileiro, como a apatia política dos cidadãos, em virtude do distanciamento e da falta de identificação do povo com os candidatos aos cargos eletivos, além dos escândalos políticos que são noticiados no país. Faz-se necessário que o cidadão resgate a cidadania política plena e a cultura cívica para superar a crise instalada, em prol de uma governança mais benéfica a toda sociedade, fortalecendo o processo democrático no Brasil.

Palavras-chave


Democracia; Democracia Representativa; Constituição Federal.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/rtj.v3i2.159

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Ana Cristina Bacega De Bastiani, Mayara Pellenz



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Revista Thesis Juris
ISSN da versão eletronica: 2317-3580
http://revistartj.org.br