Epistemologia de Terra-Pátria para uma nova cidadania planetária

Maria Cândida Moraes, Izabel Petraglia

Resumo


Este artigo tem por objetivo refletir sobre o conceito de Terra-Pátria, a partir do livro homônimo, de Edgar Morin e Anne-Brigitte Kern, considerando a epistemologia da complexidade, que promove a mudança de pensamento – do linear ao complexo – para a reintegração de cultura científica e cultura humanística. Essa perspectiva implica uma nova visão de mundo, um novo pacto ético civilizatório, fundado não apenas na razão ilustrada, mas também na sensibilidade humana e na inteligência emocional que se expressam através do cuidado, da solidariedade, da compreensão e da responsabilidade ecológica e social. Por meio da metodologia de pesquisa bibliográfica, articulamos ainda a obra Terra-Pátria às recomendações da Carta da Terra pela via do desenvolvimento sustentável, que nos leva à construção de uma nova cidadania planetária. Consideramos aqui as seguintes indagações norteadoras: Quais são os fundamentos teóricos presentes nesta obra e que podem ser considerados como bases estruturantes de uma teoria pedagógica capaz de iluminar a educação em direção a essa nova cosmovisão? De que forma a epistemologia presente na obra Terra-Pátria pode inspirar ou orientar a ação pedagógica em direção à reforma do pensamento e das instituições educativas? Concluímos com o reconhecimento de que os operadores cognitivos do pensamento complexo são mecanismos geradores dessa epistemologia e que práticas pedagógicas transdisciplinares são fundamentais à melhor compreensão da realidade.

 


Palavras-chave


cidadania planetária; epistemologia; pensamento complexo; Terra-Pátria.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. A Carta da Terra em Ação. Disponível em:http://www.cartadaterrabrasil.com.br/prt/texto-da-carta-da-terra.html.Acesso em: 22 abr. 2021a.

BRASIL Plataforma Agenda2030.Disponível em: http://www.agenda2030.com.br/.Acesso em: 24 abr. 2021b.

BUNGE, M. Epistemologia: curso de atualização. Tradução de Claudio Navarro. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1980.

BUNGE, M. Epistemologia.Buenos Aires: Siglo Veintiuno Editores, 1977.

FREIRE, P. Ação cultural para a liberdade e outros escritos.15. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2015.

FREIRE, P. Pedagogia da esperança: um reencontro com a pedagogia do oprimido. 21. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2014.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

MORIN, E. A aventura de O Método e Para uma racionalidade aberta. Tradução de Edgard de Assis Carvalho e Mariza Perassi Bosco. São Paulo: Edições Sesc São Paulo, 2020.

MORIN, E. A cabeça bem-feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. Tradução de Eloá Jacobina. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2000.

MORIN, E. Ensinar a viver: manifesto para mudar a educação. Tradução de Edgard de Assis Carvalho e Mariza Perassi Bosco. Porto Alegre: Sulina, 2015.

MORIN, E. O método 2: a vida da vida. Tradução de Marina Lobo. 4.ed. Porto Alegre: Sulina, 2011.

MORIN, E. O método 6: ética. Tradução de Juremir Machado da Silva. Porto Alegre: Sulina, 2005.

MORIN, E.; KERN, A. B. Terra-Pátria. Tradução de Armando Pereira da Silva. 2. ed. Lisboa: Instituto Piaget, 2001.

MORIN, E. Terra-Pátria. Tradução de Paulo Neves da Silva. 6. ed. Porto Alegre: Sulina,2011.

MORIN, E.; LE MOIGNE, J-L. A inteligência da complexidade. Tradução de Nurimar Maria Falci. São Paulo: Peirópolis, 2000.

VON GLASERSFELD, E. Introdução ao construtivismo radical. In: WATZLAWICK, P. (org.). A Realidade Inventada. Campinas: Editorial Psy, 1994. p. 24-45.




DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n57.20270

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 EccoS – Revista Científica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

EccoS – Revista Científica

e-ISSN: 1983-9278
ISSN: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br

EccoS – Revista Científica ©2021 Todos os direitos reservados.

Esta obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional