O território da gestão, a gestão do território: interpretação das narrativas pós-ocupações estudantis em Sorocaba-SP

Michael Cristtofer da Silva

Resumo


As últimas ocupações estudantis em 2015 trouxeram consigo uma discussão ampla sobre as territorialidades da escola paulista, produzindo questionamentos sobre a democracia da gestão escolar. Nesse contexto, por meio da concepção de território de Rogério Haesbaert, elaboramos um estudo de caso buscando as identidades que constituem esse fenômeno. Escolhemos uma escola da periferia de Sorocaba, que esteve sob ameaça de fechamento na “reorganização das escolas estaduais em São Paulo”, para o aprofundamento empírico da pesquisa. O estudo baseou-se nas cate-gorias: identidade, território e gestão escolar, para que fosse possível findar uma análise crítica e interdisciplinar. Foram realizados trabalhos de campo na escola e nos encontros dos movimentos estudantis, com o objetivo de aprofundar a análise qualitativa. Identificamos com o estudo a presença das multiterritorialidades como um fator importante na construção de continuidades autoritárias, e que as ocupa-ções foram possíveis rupturas como o modus operandi da gestão como um todo.

Palavras-chave


Território; Gestão Escolar; Identidade; Sorocaba

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, M. A. A. A relação entre lei e poder em Hannah Arendt. Leviathan, São Paulo, v. 1, n. 1, p. 253-262, jun. 2004. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/leviathan/article/view/132253. Acesso em: 10 mar. 2019.

ALUNA A. [Entrevista cedida ao] Michael Cristtofer da Silva. 2018.

ALUNO B. [Entrevista cedida ao] Michael Cristtofer da Silva. 2018.

APPLE, M. W. Ideologia e currículo. Porto Alegre: Artmed, 2006.

ARENDT, H. Sobre a Violência. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010.

BOURDIEU. P.; PASSERON, J. C. A reprodução: elementos para uma teoria do sistema de ensino. Petrópolis: Vozes, 2014.

CARVALHO, M. A construção das identidades no espaço escolar. Reflexão e Ação, Santa Cruz do Sul, v. 20, n. 1, p. 211-218, jan./jun. 2012. Disponível em: https://online.unisc.br/seer/index.php/reflex/article/view/2161. Acesso em: 10 mar. 2019.

CATINI, C. R.; MELLO, G. M. C. Escolas de luta, educação política. Educação e Sociedade, Campinas, v. 37, n. 137, p. 1177-1202, out./dez. 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0101-73302016000401177&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 10 mar. 2019.

CORTI, A. P. et al. “Ocupar e resistir”: a insurreição dos estudantes paulis-tas. Educação e Sociedade, Campinas, v. 37, n. 137, p. 1159-1176, dez. 2016. Disponí-vel em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0101-73302016000401159&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 10 mar. 2019.

DELEUZE, G.; GUATTARI, F. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia. Rio de Janeiro: Editora 34, 1995.

DIRETOR. [Entrevista cedida ao] Michael Cristtofer da Silva. 2018.

FERRARO, A. R.; MACHADO, N. C. F. Da universalização do acesso à escola no Brasil. Educação e Sociedade, Campinas, v. 23, n. 79, p. 213-241, ago. 2002. Disponí-vel em: http://www.scielo.br/pdf/es/v23n79/10855.pdf. Acesso em: 10 mar. 2019.

FORQUIN, J. C. Escola e cultura. Porto Alegre: Artes Médicas, 1993.

FREIRE, P. Política e Educação: ensaios. São Paulo: Cortez, 1997.

GALINA, I. F.; CARBELLO, S. R. C. Gestão democrática e instâncias colegiadas. In: CARVALHO, E. J. G. et al. (org.). Gestão Escolar. Maringá: Secretaria de Estado da Educação do Paraná: Universidade Estadual de Maringá, 2008.

GENTILI, P. A. A; SILVA, T. T. Neoliberalismo, qualidade total e educação. Petrópo-lis: Vozes, 1996.

GIROTTO, E. D. A dimensão espacial da escola pública: leituras sobre a reorgani-zação da rede estadual de São Paulo. Educação e Sociedade, Campinas, v. 37, n. 137, p. 1121-1141, dez. 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0101-73302016000401121&lng=en&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 10 mar. 2019.

GIROTTO, E. D. et al. A geografia da reorganização escolar: uma análise espacial a partir da cidade de São Paulo. ETD- Educação Temática Digital, Campinas, v. 19, p. 134-158 jan./mar, 2017. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/etd/article/view/8647805/15187. Acesso em: 10 mar. 2019.

GORKI, P. 2018. [Discurso no Congresso dos Estudantes Secundaristas de Soroca-ba-SP em 2018].

HAESBAERT, R.; BRUCE. G. A desterritorialização na obra de Deleuze e Guattari. Revista GEOgraphia, Niteroi. v. 4, n. 7, p. 7-22, jan./abr. 2002. Disponível em: http://periodicos.uff.br/geographia/issue/view/824. Acesso em: 10 mar. 2019.

HALL, S. A identidade cultural na pós-modernidade. São Paulo: DPEA, 2006.

JORNAL CRUZEIRO DO SUL. 2015. Disponível em: https://www.jornalcruzeiro.com.br/materia/650775/sorocaba-tera-cinco-escolas-publicas-estaduais-fechadas. Acesso em: 26 jan. 2019.

LEITE, C. M. C. O Lugar e a Construção da Identidade: os significados construídos por professores de Geografia do Ensino Fundamental. 2012. 239f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de Brasília, Brasília, 2012. Dis-ponível em: http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/11250/1/2012_CristinaMariaCostaLeite.pdf Acesso em: 27 jan. 2019.

LUNA, L. A. Representação e produção do espaço: duas conceituações analisadas por Henri Lefebvre. Diaphonía, Toledo, v. 3, n. 1, p. 20-30, 2017. Disponível em: http://e-revista.unioeste.br/index.php/diaphonia/article/view/17197. Acesso em: 27 jan. 2019.

MARTINS, G. A. Estudo de caso: uma estratégia de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2008.

MARTINS, M. F. et al. As ocupações das escolas estaduais da região de Soroca-ba/SP: falam os estudantes secundaristas - Entrevista. Crítica Educativa, Sorocaba, v. 2, n. 1, p. 227-260, jan./jun. 2016. Disponível em: http://www.criticaeducativa.ufscar.br/index.php/criticaeducativa/article/view/76. Acesso em: 10 mar. 2019.

MORAES, C. S. V.; XIMENES, S. B. Políticas educacionais e a resistência estu-dantil. Educação e Sociedade, Campinas, v. 37, n. 137, p. 1079-1087, out./dez. 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-73302016000401079. Acesso em: 10 mar. 2019.

MORAES, R. S; RODRIGUES, U. B. O conceito de poder em Michel Foucault e Hannah Arendt, como instrumento de definição da categoria território. Revista Geo-Norte, Manaus, v. 7, n. 1, p. 197-214, jun. 2013. Disponível em: http://www.periodicos.ufam.edu.br/revista-geonorte/article/view/1161. Acesso em: 10 mar. 2019.

NASCIMENTO, T. F.; COSTA, B. P. Fenomenologia e geografia: teorias e refle-xões. Geografia, Ensino & Pesquisa, Santa Maria, v. 20, n. 3, p. 43-50, set./dez. 2016. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/geografia/article/view/20152. Acesso em: 10 mar. 2019.

OLIVEIRA, L. N. Espaços contemporâneos de consagração e disseminação da literatura brasi-leira. 2006. 272f. Tese (Doutorado em Letras) – Faculdade de Letras, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2006. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/bitstream/handle/1843/ALDR-6WEPEF/leni.pdf?sequence=1. Acesso em: 27 jan. 2019.

PIOLLI, E. et al. A proposta de reorganização escolar do governo paulista e o mo-vimento estudantil secundarista. Crítica Educativa, Sorocaba, v. 2, n. 1, p. 21-35, jan./jun. 2016. Disponível em: http://www.criticaeducativa.ufscar.br/index.php/criticaeducativa/article/view/71. Acesso em: 10 mar. 2019.

PROFESSORA A. [Entrevista cedida ao] Michael Cristtofer da Silva. 2018.

PROFESSORA B. [Entrevista cedida ao] Michael Cristtofer da Silva. 2018.

SEABRA, O. C. L. A insurreição do uso. In: MARTINS, J. S. (org.). Henri Lefebvre e o retorno à dialética. São Paulo: Hucitec, 1996.

SOARES, M. Grupo se concentro em praça e percorreu ruas do centro. São Paulo: Sorocaba, 2015. Fotografia color. Disponível em: http://g1.globo.com/sao-paulo/sorocaba-jundiai/noticia/2015/11/grupo-faz-protesto-em-sorocaba-contra-reorganizacao-escolar.html. Acesso em: 26 jan. 2019.

SOUZA, M. J. L. O Território: sobre espaço e poder, autonomia e desenvolvimento. In: CASTRO, I. E. et al. (org.). Geografia: conceitos e Temas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2006.

VIÑAO-FRAGO, A. Culturas escolares, reformas e innovaciones: entre la tradición y el cambio. In: JORNADAS ESTATALES DEL FORUM EUROPEO DE AD-MINISTRADORES DE LA EDUCACIÓN, 8., 2009, Murcia, Anais [...]. Forum Europeo de Administradores de la Educación de la Región de Murcia, 2009. p. 69. Disponível em: http://www.oei.org.ar/edumedia/pdfs/T05_Docu3_Sistemaseducativosculturasescolares_Vinao.pdf. Acesso em: 27. jan. 2019.




DOI: https://doi.org/10.5585/cpg.v18n1.11418

Direitos autorais 2019 Cadernos de Pós-graduação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Cadernos de Pós-graduação
ISSN da versão online: 2525-3514
www.cadernosdepos.org.br