Tecendo relações entre o conceito de “Massa Aperceptiva” de Jakubinskij e algumas ideias de Vigotski

Silvane Maria Pereira Brandão, Vanessa Milani Labadessa, Márcia Mendes de Lima

Resumo


Jakubinskij em sua obra “Sobre a Fala Dialogal” apresenta o conceito massa aperceptiva. O objetivo deste artigo é tecer relações entre os pensadores da Teoria Histórico-Cultural e este conceito, numa tentativa de ampliá-lo para além da linguagem, tentando perceber em que aspectos eles se relacionam. Para isso foi feita uma pesquisa de cunho bibliográfico que se baseou em Jakubinskij (2015); Vigostski (2001) e Leontiev (1978), que buscou relacionar os conceitos apresentados e defendidos pelos pensadores citados, fazendo uma investigação comparativa. As categorias envolvidas são: linguagem, meio e sentido. Ao final deste processo comparativo foi possível associar os conceitos em três aspectos: a importância do meio na compreensão do mundo e no desenvolvimento humano, a semelhança de massa aperceptiva entre falantes e a zona de desenvolvimento proximal, e a relação do sentido vigotskiano e a massa aperceptiva de Jakubinskij, sem esgotar as possibilidades, mas apenas iniciando uma discussão.


Palavras-chave


Massa aperceptiva. Teoria Histórico-Cultural. Vigotski. Comparação

Texto completo:

PDF

Referências


AQUINO, O. F.; CUNHA, N. M. Concepção didática da tarefa de estudo: dois modelos de aplicação. In: BARBOSA, M. V.; MILLER, S.; MELLO, S. A. (orgs). Teoria histórico-cultural: questões fundamentais para a educação escolar, Marília: Oficina Universitária; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2016. p.173-200.

GOLDFELD, M. A criança surda: linguagem e cognição numa perspectiva sociointeracionista. São Paulo: Plexus Editora, 1997.

JAKUBINSKIJ, L. Sobre a fala dialogal. São Paulo: Parábola, 2015.

LEONTIEV, A. N. O desenvolvimento do psiquismo. Lisboa: Livros Horizonte, 1978. 352p.

LIMA, E. A. Trabalho pedagógico na Educação Infantil: em busca da atitude ativa de professores e crianças. In: MENDONÇA, S. G. L.; PENITENTE, L. A. A.; MILLER, S. (orgs). A questão do método e a Teoria Histórico-Cultural: bases teóricas e implicações pedagógicas. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2017, p. 113-129.

LIMA, E. A. AKURI, J. G. M. Um Currículo e defesa da plenitude da formação humana. In: COSTA, S. A.; MELLO, S. A. (orgs). Teoria Histórico-Cultural na Educação Infantil: conversando com professoras e professores. Curitiba: CRV. 2017, p. 115-128.

MELLO, S. A. Contribuições da Teoria Histórico-Cultural para a educação da pequena Infância. Revista Cadernos de Educação. Pelotas, nº 50, 2015. Disponível em: . Acesso em: 14 ago. 2017.

SAVIANI, D. Pedagogia Histórico-Crítica: primeiras aproximações. 9. ed. Campinas: Autores Associados, 2005.

TEIXEIRA, S.R.; BARCA, A. P. A. Teoria Histórico-Cultural e Educação Infantil: concepções para orientar o pensar e o agir docentes. In: COSTA, S. A.; MELLO, S. A. (orgs). Teoria Histórico Cultural na Educação Infantil: conversando com professoras e professores. Curitiba: CRV. 2017, p. 29-39.

VIGOTSKI, L. S. Aprendizagem e Desenvolvimento Intelectual na Idade Escolar. In: VIGOTSKII, L. S. et al. – Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. 12 ed. São Paulo: Ícone, 2012.

VIGOTSKI, L. S. Quarta aula: A questão do meio na pedologia. Psicologia USP, São Paulo, v.21, n. 4, pp.681-702, out./dez., 2010.

VIGOTSKI, L. S. Obras Escogidas: Tomo III. (1984). 2 ed. Madrid: Machado Nuevo Aprendizaje, 2006.




DOI: https://doi.org/10.5585/cpg.v18n2.14359

Direitos autorais 2019 Cadernos de Pós-graduação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Cadernos de Pós-graduação
ISSN da versão online: 2525-3514
www.cadernosdepos.org.br

Cadernos de Pós-graduação ©2020 Todos os direitos reservados.