O letramento literário: a literatura escolarizada

Alyne de Souza Jardim, Juliano Casimiro de Camargo Sampaio, Irma Galhardo

Resumo


Pretendemos responder à questão: Quais as prováveis implicações para as iniciativas com foco no letramento, se o aceitarmos enquanto práticas culturais, cotidianas, históricas e socialmente contextualizadas? Vinculamos o letramento às diversas esferas da vida social, considerando-se os aspectos regionais para seu desenvolvimento, na direção do Conhecimento Local, com fins de se construir um conhecimento emancipatório, almejado em algumas proposições dos Estudos Culturais, como em Boaventura de Souza Santos. A noção de letramento operada neste artigo é aquela que pode ser extraída das proposições da Base Nacional Comum Curricular em articulação com a noção de Letramento de Magda Soares e Rildo Cosson. Sobre a noção de letramento, trabalhamos, ainda, com a ideia de contextualização entre literatura e vivências do aluno, defendida por Lajolo, e do regionalismo, abordado por Ligia Chiappini. Resulta que a literatura vai além da fruição estética, possibilita a formação política, ideológica, cultural e a emancipação do ser humano.

Palavras-chave


Letramento; Literatura; Estudos Culturais; BNCC

Texto completo:

pdf

Referências


BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Segunda versão revista. Brasília: MEC, 2017. Disponível em:

BRASIL. Orientações curriculares para o ensino médio (OCNEM): Linguagens, códigos e suas tecnologias. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, volume 1. 2006.

BRASIL. Ministério da Educação. Diretrizes curriculares Nacionais dos Cursos de Filosofia, história, Geografia, Serviço Social, Comunicação Social, Ciências Sociais, Letras, Biblioteconomia, Arquivologia e Museologia. Brasília, 2001.

CHIAPPINI, Ligia. DO BECO AO BELO: dez teses sobre o regionalismo na literatura. In: Estudos Históricos, Rio de Janeiro, vol. 8, n. 15, 1995, p. 153–159.

COSSON. Rildo. Letramento Literário: Teoria e prática. São Paulo. Ed. Contexto, 2006.

COSSON. Rildo & PAULINO, Graça. Letramento Literário: para viver dentro e fora da escola. In:___________. Regina Zilberman & Tania M.K. Rosing (orgs). Escola e Leitura: Velha Crise novas alternativas. São Paulo: Global, 2009.

DALVI, Maria Amélia. Rezende, Neide Luzia de. Jover-Faleiros, Rita. Leitura de literatura na escola. Org. São Paulo, Parábola, 2013.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. São Paulo: Cortez, 1981.

FURTADO, Cássia; OLIVEIRA, Lídia. A biblioteca escolar na formação de comunidades de leitores-autores via web. Informação e Sociedade, João Pessoa, v. 20, n. 1, p. 13-23, jan./abr. 2010.

LAJOLO, Marisa. A formação do leitor no Brasil. São Paulo: Ática, 1996.

LAJOLO, Marisa. O que é Literatura. São Paulo. Brasiliense. 1985

PELLEGRINI. Tânia. Regiões, margens e fronteiras: Milton Hatoum e Graciliano Ramos. In: ____. Despropósitos: estudos de ficção brasileira contemporânea. São Paulo: Annablume, FAPESP, 2008. p. 117-136.

POLESSO, Natália Borges. REGIONALISMO: A zona crepuscular da Literatura. UCSem Anuário de Literatura, vol. 15, n. 2, 2010.

SANTOS, Boaventura Sousa. A Crítica da Razão Indolente. São Paulo: Cortez, 2000

SANTOS, Boaventura Sousa. Um discurso sobre as ciências na transição para uma ciência pós-moderna. Estudos avançados, v.2, n.2, p.46-71, São Paulo, Mai./Ago. 1988.

SILVA, Ivanda Maria Martins. Literatura em sala de aula: da teoria literária à prática escolar. Recife: Programa de Pós-graduação da UFPE, 2005.

SOARES, Magda. A escolarização da literatura infantil e juvenil. In: EVANGELISTA, Aracy Alves Martins et al (Orgs.). A escolarização da leitura literária: o jogo do livro infantil e juvenil. Belo Horizonte: Autêntica, 1999.

SOARES, Magda. Letramento: como definir, como avaliar, como medir. In: SOARES, M. Letramento: um tema em três gêneros. Belo Horizonte: Autêntica, 1999.

SOLÉ, Isabel. Ler, leitura, compreensão: “sempre falamos da mesma coisa?” Porto Alegre: Artmed, 2003.

WOODWARD, Kathryn. Identidade e diferença: uma introdução teórica e conceitual. In: SILVA, Tomaz Tadeu (Org.). Identidade e diferença - a perspectiva dos Estudos Culturais. Petrópolis - RJ: Vozes, 2014, p. 07-72.




DOI: https://doi.org/10.5585/dialogia.N32.13219

Direitos autorais 2019 Dialogia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Dialogia

ISSN da versão online: 1983-9294
ISSN da versão impressa: 1677-1303
www.revistadialogia.org.br