Gêneros textuais, análise linguística e bullying: diálogos entre ensino de língua materna e cidadania

Juliana Maria de Oliveira Moreira, Natália Sathler Sigiliano

Resumo


Este trabalho discute o ensino-aprendizagem das classes de palavras adjetivo e advérbio, de forma reflexiva e pautada nos gêneros textuais, perpassado pelo tema transversal do bullying. A partir das perspectivas sociointeracionista de linguagem (KOCH & ELIAS, 2006), da análise linguística (GERALDI, 1984; MENDONÇA, 2006) e sob a metodologia da pesquisa-ação (THIOLENT, 1986; MORIN, 2004), relata e analisa resultados de intervenção realizada em aulas de língua portuguesa no 6º ano com o objetivo de explicitar a relação entre as classes de palavras e os gêneros argumentativos e impulsionar discussões e reflexões sobre a prática de bullying. Os resultados da análise de dados revelaram que os alunos ganharam proficiência quanto ao uso mais formal dos adjetivos e dos advérbios em prol da argumentação, compreenderam melhor as características dos gêneros textuais envolvidos e mostraram-se pesquisadores e críticos de suas próprias realidades com relação à realidade do bullying na escola e às formas de abordá-lo.  

Palavras-chave


Análise Linguísitica; gêneros textuais; bullying

Texto completo:

pdf


DOI: https://doi.org/10.5585/dialogia.N32.13628

Direitos autorais 2019 Dialogia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Dialogia

ISSN da versão online: 1983-9294
ISSN da versão impressa: 1677-1303
www.revistadialogia.org.br

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.