Brincadeiras que meus pais brincavam: projeto educacional do CEI Neide Clarassot

Cintia Lima Silva Lima Silva, Bráulio Rodrigues de Almeida Júnior, Anderson Caetano Paulo

Resumo


Este trabalho tem por objetivo avaliar os benefícios da utilização de brincadeiras tradicionais infantis (BTs), como ferramenta pedagógica, no desenvolvimento social da criança de 3 a 5,9 anos de idade. Para isso, desenvolveu-se o projeto educacional “Brincadeiras que os meus pais brincavam” no CEI Neide Clarassot – SP. Buscou-se resgatar as BTs com os pais e funcionários da escola, por meio de questionário. O método de observação com a introdução das BTs constou de anotações diárias sobre alterações nos comportamentos sociais dos alunos durante o ano letivo. Houve alterações nos comportamentos sociais e percebeu-se que as BTs podem ser um meio importante de facilitar o processo de ensino-aprendizagem da criança, devido às situações sociais que ela proporciona.

Palavras-chave


Brincadeira; Jogo; Educação infantil; Socialização.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/dialogia.v8i2.1405

Direitos autorais



Dialogia

e-ISSN: 1983-9294
ISSN: 1677-1303
www.revistadialogia.org.br

Dialogia ©2020 Todos os direitos reservados.