A narrativa no gênero “relato de testemunho religioso”

Jorge Luís Torresan, Murilo Jardelino da Costa

Resumo


Neste artigo, nosso objetivo consiste é analisar as relações que se estabelecem em uma prática social específica, a saber, “o culto religioso”, entre a atividade humana “dar um testemunho” e os tipos e o gênero de discurso que se vinculam a essa prática. Verifica-se que, nessa pretensa atividade de linguagem dialogada, o fiel exerce o papel de ventríloquo, ou seja, a instituição religiosa se apodera da fala do fiel para dar continuidade ao seu discurso, o que nos permite, a princípio, falar numa subversão do gênero relato de testemunho. Para alcançar nosso objetivo, selecionamos, em nossa prática de análise, como fundamentação teórico-metodológica, considerações sobre gênero de discurso, tipologia textual e aspectos da narrativa. A análise teve como objeto quatro relatos de testemunho, concedidos por fiéis da Igreja Universal do Reino Deus e publicados no jornal Folha Universal – Um jornal a serviço de Deus, de propriedade dessa instituição religiosa.

Palavras-chave


Discurso religioso. Gênero do discurso. Sequência narrativa.Tipologia textual.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/dialogia.v8i2.1567

Direitos autorais



Dialogia

e-ISSN: 1983-9294
ISSN: 1677-1303
www.revistadialogia.org.br

Dialogia ©2020 Todos os direitos reservados.