O profissional de Pedagogia em espaços não escolares: uma análise preliminar da produção científica

Nilzilene Imaculada Lucindo, Célia Maria Fernandes Nunes, Regina Magna Bonifácio de Araújo

Resumo


O presente artigo aborda a produção cientifica acerca do profissional de Pedagogia em espaços não escolares, constituída a partir da leitura dos resumos de dissertações e teses defendidas no Brasil entre 2006 a 2018 e explicita dados relativos ao objeto de estudo, finalidade das pesquisas; desenhos; sujeitos e locus investigados, além de apresentar algumas reflexões sobre o campo. Como resultados foram identificados 35 trabalhos, contudo, apurou-se que o número de pesquisas que investigam essa temática em nível de Doutorado e em algumas regiões brasileiras é incipiente, o que demanda adensar a produção desse campo. Apesar de serem numerosos os campos de atuação do pedagogo, o estudo revelou um descompasso entre o número de espaços não escolares existentes e o de investigações realizadas.


Palavras-chave


Estado do Conhecimento; Pedagogo; Espaços não escolares

Texto completo:

PDF

Referências


AQUINO, S. L. de. O pedagogo e seus espaços de atuação nas representações sociais de egressos do curso de pedagogia. 2011. 172 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Viçosa, Viçosa.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Resolução nº 1/2006 de 15 de maio de 2006. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia, licenciatura. Diário Oficial da União, Brasília, 16 maio 2006, Seção 1, p. 11. Disponível em: . Acesso em: 21 dez. 2013.

CABRAL, A. N. M. de A. Políticas de formação do pedagogo para atuação em espaços não escolares: o projeto político pedagógico da Autarquia Municipal do Ensino Superior de Goiana - PE. 2013. 128 p. Dissertação (Mestrado em Educação) –Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa.

CHESINI, A. A. Pedagogos (as) em instituições de acolhimento: fazeres e saberes. 152 f. 2015. Dissertação (Mestrado em Educação) –Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2015.

COSTA, S. L. F. O pedagogo em ambientes organizacionais: um novo prisma de atuação. 2014. 119 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, Mossoró.

FALCO, A. M. C. O processo de formação do pedagogo para atuação em espaços não-escolares: em questão a Pedagogia Hospitalar. 2010. 245 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Maringá, Maringá.

FERREIRA, H. P. de A. O pedagogo na associação de apoio aos portadores de câncer de Mossoró e região: práticas pedagógicas e os percursos formativos. 2013. 165 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, Mossoró.

FERREIRA, N. S. de A. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Educação & Sociedade, São Paulo, ano 23, n. 79, p.257-272, ago. 2002.

FIREMAN, M. D. O trabalho do pedagogo na instituição não escolar. 2006. 116 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Pará, Belém.

FRANCO, M. A. S. Pedagogia como Ciência da Educação. 2ed. São

Paulo: Cortez, 2008.

FREITAS, R. C. F. O trabalho do pedagogo no tribunal de justiça do Pará: os desafios da inovação no exercício profissional. 2012. 142 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Alagoas, Alagoas.

FRISON, L. M. B. Auto-regulação da aprendizagem: atuação do pedagogo em espaços não-escolares. 2006. 342f. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

GOHN, M. da G. Educação não-formal e cultura política: impactos sobre o associativismo do terceiro setor. 3.ed. - São Paulo: Cortez, 2005.

LACERDA, F. B. O pedagogo no contexto hospitalar: para além da docência. 2016. 120 fl. Dissertação (Mestrado) - Universidade do Estado do Pará, Belém.

LAPADULA, M. F. Educação não-formal: um olhar sobre a formação e atuação de pedagogos (as) na Região dos Inconfidentes. 2017. 129 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana.

LIBÂNEO, J. C. Pedagogia e pedagogos, para que? 12ª ed. - São Paulo: Cortez, 2010.

LIBÂNEO, J. C.; PIMENTA, S. G. Formação de profissionais da educação: visão crítica e perspectiva de mudança. In: PIMENTA, S. G. (Org.) Pedagogia e Pedagogos: caminhos e perspectivas. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2011. cap. 1, p. 15-61.

MACHADO, M. C. Z. Pedagogos nos espaços corporativos de educação: identidades profissionais em (re)definição. 2014. 133f. Dissertação (Mestrado) – Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis.

MANDÚ, T. M. C. Representações sociais do campo de atuação do pedagogo pelos estudantes de pedagogia. 2013. 158f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife.

MASCARENHAS, A. D. N. Percepções de Médicos sobre o papel do pedagogo no trabalho com crianças hospitalizadas: o caso do Hospital das Clínicas da UFBA. 2011. 183 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal da Bahia, Salvador.

MEIRELES, T. de F. W. O desafio do pedagogo nos espaços de educação não formal. 2011. 130 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Metodista de São Paulo, São Bernardo do Campo.

MELO, S. P. de. As responsabilidades do pedagogo em programas socioeducativos: novas exigências profissionais. 2010. 160 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Tuiuti do Paraná, Curitiba.

MENDES, M. C. Z. Educação em prisões: um estudo sobre o percurso histórico e o papel do pedagogo no Complexo Penitenciário de Guarapuava – Paraná. 2016. 221f. Dissertação (Mestrado) – Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba.

MOROSINI, M. C. Estado de conhecimento e questões do campo científico. Revista Educação. Santa Maria, RS. v.40, n.1, p.101-116, jan./abr. 2015.

NASCIMENTO, L. A. Aprendizagens organizacional e auto-regulada: possibilidades para o desenvolvimento de pessoas em uma empresa. 2008. 174 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

OLIVEIRA, S. B. de. A formação do pedagogo para atuar no sistema penitenciário. 2015. 149 f. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba.

PEREIRA, M. R. “Vem, vamos embora que esperar não é saber”: experiências de educadores sociais em espaços de educação não formal no município de Mossoró, RN. 128 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, Mossoró.

PEREIRA, P. R. A atuação do pedagogo em abrigos do município de Vitória/ES. 125 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória.

PRÍNCEPE, L. M. Necessidades formativas de educadores que atuam em projetos de educação não-formal. 2010. 146 f. Dissertação (Mestrado) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2010.

PUCHALE, S. M. O papel do pedagogo no contexto da educação corporativa. 2016. 70 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

RABELO, F. S. Educação não escolar e saberes docentes na formação do pedagogo: análise de uma experiência no espaço hospitalar. 2014. 184 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Estadual do Ceará, Fortaleza.

RIBEIRO, B. R. de S. A presença do pedagogo em patrimônio histórico no estuário Santos / Guarujá. 2009. 135 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Católica de Santos, Santos.

ROMANOWSKI, J. P.; ENS, R. T. As pesquisas denominadas do tipo “estado da arte” em educação. Diálogo Educ., Curitiba, v. 6, n.19, p.37-50, set./dez. 2006.

SANTOS, J. R. C. Políticas Públicas de Educação nos presídios: o papel do pedagogo em novos espaços como agente de transformação social. 2009. 156 fl. Dissertação (Mestrado) – Universidade Católica de Brasília, Brasília, 2009.

SANTOS, P. F. B. dos. Educação Não Formal e Equoterapia: o galope do educador na arena da terapia. 2012. 120 f. Dissertação de mestrado em Educação - Centro Universitário Salesiano de São Paulo, Americana.

SANTOS, S. S. dos. O pedagogo e os espaços educativos não formais: conhecendo as organizações não governamentais (ONG) de Paranaíba – MS. 2014. 124f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Paranaíba.

SEVERO, J. L. R. de L. A significação da Pedagogia: discurso curricular, representações sociais e perspectivas de ensino na formação inicial de pedagogos. 2012. 195 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa.

SEVERO, J. L. R. de L. Pedagogia e educação não escolar no Brasil: crítica epistemológica, formativa e profissional. 2015. 265 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa.

SILVA, T. de J. A. da. A contribuição do Pedagogo em espaços fora da escola. 2009. 111 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Maranhão, São Luís.

SOUZA, A. S. de. Atribuições profissionais de pedagogos da Fundação Casa/SP: entre o prescrito e as práticas cotidianas. 2015. 178 fl. Dissertação (Mestrado) – Universidade Cidade de São Paulo, São Paulo.

SOUZA, R. do N. de. O pedagogo e os espaços não escolares: a atuação nos museus. 2016. 121 f. Dissertação (Mestrado) – Departamento de Educação, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

TAVARES, A. M. B. do N. O pedagogo como agente de transformação social social para além dos muros escolares. 2010. 263 f. Tese (Doutorado em Educação) – Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal.

VARGAS, M. de L. F. Formação e inserção profissional do pedagogo: o panorama histórico desta carreira e os egressos do curso de Pedagogia presencial da Faculdade de Educação da UFMG. 2016. 297 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.




DOI: https://doi.org/10.5585/dialogia.n34.16716

Direitos autorais 2020 Dialogia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Dialogia

e-ISSN: 1983-9294
ISSN: 1677-1303
www.revistadialogia.org.br

Dialogia ©2020 Todos os direitos reservados.