As antenas do caracol, de Dirce Waltrick do Amarante

Monica Avila Todaro

Resumo


As Antenas do Caracol, obra da tradutora, ensaísta e docente da Universidade Federal de Santa Catarina, Dirce Waltrick do Amarante, finalista do prêmio Jabuti em 2010, é dividida pela autora em duas partes. A primeira, Casos concretos, e a segunda, Notas Teóricas, perfazendo, ao todo, quatorze ensaios. O título As Antenas do Caracol, é, segundo a autora, “uma homenagem ao ensaio “Sobre a gênese da burrice”, no qual, a respeito da educação, Adorno e Horkheimer associam o caracol à formação da sensibilidade e ao desenvolvimento da inteligência humana”. Os filósofos citados comparam a inteligência a uma antena de caracol, que diante de um obstáculo, recolhe-se ao abrigo protetor do corpo. Na primeira parte a autora analisa livros e seus enredos e na segunda escreve a respeito dos conceitos de criança e infância, sobre o gosto pela arte e, por último, relaciona arte, ética e educação. Em ambas, Amarante (des e re) constrói conceitos e concepções, por meio de importantes reflexões críticas.

Palavras-chave


Educação; Arte; Ética

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/dialogia.N15.3919

Direitos autorais



Dialogia

ISSN da versão online: 1983-9294
ISSN da versão impressa: 1677-1303
www.revistadialogia.org.br

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.