Políticas de formação inicial e continuada de professores da educação básica e as mudanças nos cursos de licenciatura

Romilda Teodora Ens, Marciele Stiegler Ribas

Resumo


O estudo apresenta uma reflexão sobre as políticas de formação inicial e continuada de professores da Educação Básica e, por consequência, as mudanças nos cursos de licenciatura. Ressaltamos, dentre muitos problemas da educação brasileira a serem enfrentados, a formação do professor e as condições de trabalho. Tais questões são observadas a partir de estudos sobre as políticas de formação de professores e de entrevistas com 22 docentes formadores dos cursos de licenciatura de uma universidade privada. Na conclusão, o texto elenca algumas contribuições desses docentes universitários referidas a sua formação inicial, ao apontarem para aspectos que alertam e confirmam a complexificação desse processo formativo. A análise da legislação educacional encaminha para a necessidade de que as políticas de formação de professores sejam “políticas de governo” e não programas para suprir a demanda do mercado.

Palavras-chave


Cursos de Licenciatura. Formação Inicial e Continuada. Políticas Educacionais. Professor da Educação Básica.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/dialogia.N16.4094

Direitos autorais



Dialogia

ISSN da versão online: 1983-9294
ISSN da versão impressa: 1677-1303
www.revistadialogia.org.br

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.