O professor e o desenvolvimento emocional da criança pequena

Ligia de Carvalho Abões Vercelli

Resumo


Na sociedade contemporânea, na qual a maioria das mulheres está inserida no mercado de trabalho, a Educação Infantil tornou-se um espaço fundamental para o cuidado, a educação e a socialização das crianças. Diferentes atividades e atitudes devem ser promovidas e tomadas a fim de que elas possam desenvolver-se nos aspectos físico, social, emocional, da linguagem e da motricidade. Porém, ainda se evidenciam, nos dias atuais, condutas desrespeitosas de professores cujas consequências para o desenvolvimento emocional da criança de zero a cinco anos de idade merecem reflexão. Neste texto temos por objetivo apontar a importância da relação professor/criança pequena para que o desenvolvimento emocional dela ocorra de maneira saudável. O texto fundamenta-se nos referenciais da psicanálise no que se refere à constituição psíquica do sujeito, entre eles Winnicott (1998, 2011), Lacan (1966), Spitz (2004), Melaine Klein (1975, 1986) e Dolto (1998). Os dados foram coletados no segundo semestre de 2012 por meio de observação realizada por alunos que cursavam o 3º semestre do curso de Pedagogia de uma universidade privada, localizada na zona oeste da cidade de São Paulo, durante o estágio curricular obrigatório em salas de Educação Infantil em escolas públicas e privadas.

Palavras-chave


: Desenvolvimento Emocional. Educação Infantil. Estágio Curricular. Professor.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/dialogia.N17.4489

Direitos autorais



Dialogia

e-ISSN: 1983-9294
ISSN: 1677-1303
www.revistadialogia.org.br

Dialogia ©2020 Todos os direitos reservados.