Mestrados profissionais em física e astronomia no Brasil: contexto e dilemas

Silvania Sousa do Nascimento, Mara Regina Batista, Larissa Alves Cardoso

Resumo


Este trabalho visa traçar um panorama dos mestrados profissionais em ensino de física no Brasil. Analisamos 7 MPs que se declaram unicamente de ensino de física ou astronomia. O estudo foi realizado por meio da análise textual utilizando descritores provindos do mesmo campo semântico. Verificamos nos sites dos proponentes a constituição desses programas e seus conjuntos disciplinares. Identificamos que os currículos privilegiam o ensino de conteúdos em detrimento a conteúdos pedagógicos.  A melhoria do ensino de Física é explicitada pelo desenvolvimento produtos para a ação direta em sala de aula no nível médio e ensino superior. Constatamos concentração geográfica da oferta no Estado do Rio de Janeiro. O estudo de caso dos produtos de uma linha em ensino de física evidenciou a concordância com as orientações legais de implantação e a prioridade no desenvolvimento de produtos aplicáveis em sala de aula no formato de guias para professores e sequências didáticas. 


Palavras-chave


Mestrado profissional; ensino de física; formação de professores; conteúdo pedagógico

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/dialogia.N21.5557

Direitos autorais



Dialogia

e-ISSN: 1983-9294
ISSN: 1677-1303
www.revistadialogia.org.br

Dialogia ©2020 Todos os direitos reservados.