Formação de professores e o currículo cultural da educação física: uma etnografia sobre a prática pedagógica

Jason Ferreira Mafra, Cláudio Aparecido de Souza

Resumo


A rede pública municipal de São Bernardo do Campo, no ano de 2014, recebeu de forma inédita em todas as Escolas Municipais de Educação Básica (EMEBs) da região, a chegada dos professores de Educação Física, para atuarem no ensino fundamental I. A Educação Física escolar brasileira, até meados dos anos 1980, tinha como abordagem predominante nas aulas a aptidão física. Nesse modelo de ensino, podemos identificar os esportes coletivos como prioridades nas aulas, em relação aos demais esportes e conteúdos da área, o voleibol, o futebol, o basquetebol e o handebol. O objetivo deste estudo é, por meio de um exercício etnográfico, verificar o tratamento do currículo cultural da Educação Física a partir da experiência escolar de um professor da rede pública municipal de São Bernardo do Campo e problematizar a formação dos docentes nas práticas pedagógicas desta disciplina.


Palavras-chave


Educação Física escolar. Currículo cultural. Formação de professores. Círculo de Cultura

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/dialogia.N24.6861

Direitos autorais



Dialogia

ISSN da versão online: 1983-9294
ISSN da versão impressa: 1677-1303
www.revistadialogia.org.br

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.