A Reforma do Estado e a política de descentralização da educação no contexto na década de 1990

Inalda Maria dos Santos

Resumo


O presente artigo visa problematizar a política de descentralização da educação no contexto da Reforma do Estado, empreendida na década de 1990, tendo como expressão o Programa Dinheiro Direto na Escola. Como metodologia de pesquisa, adotamos uma abordagem qualitativa e bibliográfica acerca do objeto analisado a partir de teóricos como Rosanvallon (1997), Nogueira (1998), Casassus (1995), Melo (1997), Andrade (1998), Arretche (1997), dentre outros. Considerando a relevância e atualidade da temática, ressaltamos a importância da problematização das questões abordadas e da necessidade do amplo debate acerca das repercussões do ajuste fiscal e todas as estratégias delineadas no projeto da Reforma do Estado, uma vez que essas questões conseguem clarificar o contexto atual da política e do Estado brasileiro. 


Palavras-chave


Reforma do Estado. Política de Descentralização. Educação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/dialogia.N29.7409

Direitos autorais 2018 Dialogia



Dialogia

ISSN da versão online: 1983-9294
ISSN da versão impressa: 1677-1303
www.revistadialogia.org.br

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.