O Lúdico na comunidade virtual de aprendizagem. Uma visão transdisciplinar

Katya dos Santos Garabetti Souza

Resumo


Como integrar e formar membros de uma comunidade virtual de aprendizagem? Este artigo apresenta um recorte histórico do lúdico na educação, trazendo à tona pressupostos teóricos de Piaget, Vygotsky, Huizinga e Kishimoto, por meio de estudo de caso de uma gincana cultural virtual entre escolas, ocorrida em 2002. Conclui que essa atividade lúdica a distância foi um elemento integrador da comunidade virtual de aprendizagem ao promover a interação dinâmica e criativa de seus membros, oferecer a diversidade cultural como patamar para a prática transdisciplinar, promover a auto-estima de seus participantes ao se sentirem capazes de realizar tarefas antes complexas ou desconhecidas e ao partilharem sentimentos comuns de impossibilidade de ação ou realização. A tal atividade mostrou fagulhas do estar-agir e do próprio ser e vir-a-ser das comunidades, que possuem maneiras diferentes de sentir a vida, mas que perceberam possibilidades de realização pessoal e comunitária em sua comunidade.

Palavras-chave


Comunidade virtual de aprendizagem. Cultura. Lúdico. Transdisciplinaridade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.v10i1.1058

Direitos autorais



EccoS – Revista Científica
ISSN da versão online: 1983-9278
ISSN da versão impressa: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br