Conhecimento e profissionalização no ensino médio: a lógica da naturalização e da adaptação social

Celso do Prado Ferraz de Carvalho

Resumo


No transcorrer das últimas décadas, notadamente nos anos 1990, o ensino médio foi objeto de uma série de medidas legais que, entre outras coisas, visaram o desenvolvimento da cidadania e da formação profissional. Nosso objetivo neste artigo é tecer algumas considerações críticas acerca de duas questões que assumem posição de destaque nas medidas e dispositivos legais sobre o ensino médio nesse período: a centralidade assumida pelo conhecimento e a ênfase atribuída à idéia de profissionalização. Para tanto, apontamos certo apressamento e limites na forma como se deu a apresentação, nos documentos oficiais, de alguns conceitos presentes nesse debate, como sociedade do conhecimento e trabalho imaterial, bem como profissionalização e adaptação.

Palavras-chave


ensino médio, conhecimento, profissionalização, formação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n2.2499

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



EccoS – Revista Científica
ISSN da versão online: 1983-9278
ISSN da versão impressa: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br