A escolarização secundária e a ordem oligárquica em Pernambuco nas primeiras décadas da República Brasileira

Ricardo José Lima Bezerra

Resumo


Ao longo deste texto, apresentamos algumas características do ensino médio público em Pernambuco durante o período da Primeira Republica, entre 1889 e 1930. Nesta época, este nível de ensino era denominado de secundário, por situar-se entre o nível da escolarização primária e o chamado terceiro grau, a educação superior. Sua característica fundamental era ser seletivo e propedêutico, elevando somente a educação superior e à formação profissional somente os mais “competentes” e aptos. Em Pernambuco, em especial, a educação secundária tinha ainda um forte componente classista, pois servia, de acordo com a pesquisa documental e bibliográfica empreendida, a reforçar, reproduzir e perpetuar o modelo de sociedade aristocrática dominada por uma oligarquia política e econômica oriunda da indústria canavieira, que submetia os demais setores da sociedade, fazendo uso da escolarização secundária pública instrumento desta dominação.

Palavras-chave


Ensino Secundário Público; História da Educação de Pernambuco; História da Educação Pública Brasileira

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n29.3406

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



EccoS – Revista Científica
ISSN da versão online: 1983-9278
ISSN da versão impressa: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br