Formação docente, educação e sociedade: lições da estética e da bioética

Ada Augusto Celestino Bezerra, Elaine Duarte Santos, Liz do Nascimento Andrade

Resumo


O artigo aborda a formação docente no trato do tráfico/exploração sexual de jovens/crianças, via pesquisa com 27 alunos em formação inicial na Pedagogia, 6° período, em 2011/1 e 2011/2, na disciplina Seminário Integrados III. As categorias trabalhadas são: formação do professor, educação estética e bioética, pilares da educação contemporânea e triângulo pedagógico, com fundamento em Behrens (2009), Houssaye (2007), Moran (2009) e Nóvoa (2006). Analisa a película Anjos do Sol, revê as literatura e legislação atuais. As representações, escritas e orais, tratadas à luz da metodologia da pesquisa qualitativa, estudos autobiográficos, evidenciam o caráter formativo da educação estética e da bioética e conduzem à clareza das relações escola/sociedade, necessidade de humanização individual e social. Elucida implicações sociais do analfabetismo e discute o lugar do morto nas relações sociais e pedagógicas. Enfatiza as crianças do sertão nordestino, frutos do semiárido no contexto capitalista, e seu direito à educação e vida digna.

Palavras-chave


formação de professor; prostituição; pilares da educação; triângulo pedagógico; analfabetismo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n33.3485

Direitos autorais



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

EccoS – Revista Científica
ISSN da versão online: 1983-9278
ISSN da versão impressa: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br