A pedagogia da alternância na educação do campo: velhas questões, novas perspectivas de estudos

Lourdes Helena Silva

Resumo


Nos últimos anos, em nossa sociedade, tem surgido um conjunto de experiências educativas que buscam afirmar os princípios, concepções e práticas da educação e da escola do campo. É neste contexto que vem ocorrendo a multiplicação e consolidação das experiências de formação por alternância. Essa expansão da alternância na educação do campo tem favorecido a emergência de uma diversidade de concepções e práticas que instiga e estimula esforços teóricos na busca de uma melhor compreensão sobre essa modalidade de formação. E com este propósito que buscamos, no presente artigo, analisar no conjunto das experiencias de alternância presentes em nossa sociedade, suas proposições e práticas educativas, de maneira a compreender os desafios e possibilidades desta proposta pedagógica para a consolidação da educação e da escola do campo. Inicialmente, apresentamos um panorama das experiências de alternância em curso no campo, identificando as finalidades desta pedagogia nas diferentes propostas de formação. Um elemento comum ao conjunto dessas experiências é a valorização da alternância pelas possibilidades desta estratégia pedagógica para uma educação contextualizada. É na exploração desta perspectiva de reinvenção e abertura da escola a realidade da vida que situamos um dos potenciais pedagógicos da alternância no contexto da educação do campo.

Palavras-chave


Educação do Campo; Pedagogia da Alternância; Troca de Saberes

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n36.3594

Direitos autorais



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

EccoS – Revista Científica
ISSN da versão online: 1983-9278
ISSN da versão impressa: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br