Perfil de professores de educação especial: dilemas e desafios na construção da educação básica inclusiva

Rita de Cássia Barbosa Paiva Magalhães, Ana Paula de Holanda Lima

Resumo


Discussões acerca da necessidade de redimensionar a escola básica para torná-la um espaço inclusivo são realizadas e as pesquisas sobre formação de professores aptos a colaborar na (re)construção dessa escola tornam-se relevantes. O professor de Educação Especial poderia ser considerado o profissional que, devido a sua experiência e formação, desempenharia um importante papel na construção de espaços escolares inclusivos. Trata-se de reconhecer aspectos, tais como a competência técnica e o compromisso político dos professores, associados a condições mínimas de execução de um projeto de escola que dê conta das diversidades presentes na sociedade brasileira. Este artigo – resultado de uma pesquisa tipo survey – traçou um perfil dos professores que atuavam em escolas especiais na cidade de Fortaleza – CE, por meio de 15 entrevistas com esses atores. Os dados foram organizados com uso da Análise de Conteúdo (BARDIN, 1977). Os professores enfatizaram a inviabilidade objetiva da consecução de práticas inclusivas na escola básica, o que subliminarmente pode indicar uma negação das possibilidades de aprendizagem e desenvolvimento de alunos com necessidades educacionais especiais na escola regular. Estudos dessa natureza podem auxiliar nas alternativas de formação dos professores com vistas à construção da escola básica inclusiva.

Palavras-chave


Educação básica. Educação especial. Educação inclusiva. Formação de professores.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.v6i1.369

Direitos autorais



EccoS – Revista Científica
ISSN da versão online: 1983-9278
ISSN da versão impressa: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br