Escola militar do realengo, educação militar e juventude (1913-1922)

Marcus Fernandes Marcusso, Amarílio Ferreira Jr.

Resumo


O presente artigo pretende estuda a Escola Militar do Realengo (EMR) sob a perspectiva da relação entre juventude e educação militar. A educação militar, em particular a oferecida na EMR, apresentava como seu principal objetivo a formação do oficial do Exército e de sua identidade militar. Nesse sentido é necessário considerar as características dos alunos que ingressavam na EMR, uma vez que a juventude pode ser vista como um leque potencialidades que se atualizam de muitas formas, mas cuja identificação social tem a ver com a existência de interesses coletivos de sua geração. Com o intuito de destacar as características dos jovens alunos no processo de formação de sua identidade militar, abordaremos os primeiros anos de funcionamento da EMR, com destaque para a consolidação de uma estrutura disciplinar e doutrinária entre 1913 e 1922, e sua total subversão quando a EMR adere a revolta de 5 de julho de 1922.

Palavras-chave


Educação; Educação Militar; História da Educação

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n31.4225

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



EccoS – Revista Científica
ISSN da versão online: 1983-9278
ISSN da versão impressa: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br