Paulo Freire: orgulho dos educadores brasileiros

Paolo Nosella

Resumo


O folder de divulgação da Jornada Pedagógica “Professor Paulo Freire”, do Centro Universitário Central Paulista (Unicep), realizada em São Carlos (SP), assim personalizava o tema de minha palestra na abertura do evento: “A visão de um ítalo-brasileiro a respeito de Paulo Freire”. Obviamente, meu olhar sobre Paulo Freire, aliás, sobre qualquer assunto é, inevitavelmente, ítalo-brasileiro. Já escrevi em outras circunstâncias que sou, no Brasil, um “intelectual vesgo”, porque olho, ao mesmo tempo, para a realidade do Brasil, onde vivo há 40 anos, e da Itália, onde nasci e vivi meus primeiros 25 anos. Se, por um lado, esse olhar me impõe alguma limitação, por outro, enriquece minhas análises, ampliando o leque das experiências e das relações.

Palavras-chave


Educação popular. Histórica. Política.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.v9i1.493

Direitos autorais



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

EccoS – Revista Científica
ISSN da versão online: 1983-9278
ISSN da versão impressa: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br