A apropriação de uma fé filosófica como intenção formativa de Karl Jaspers

Ferdinand Röhr

Resumo


 

Resumo

Karl Jaspers não pertencia a nenhuma escola filosófica quando assumiu sua cátedra de Filosofia em Heidelberg. Era médico e fundador da psicopatologia como campo científico. Desenvolveu uma forma de apropriação da substância existencial dos grandes filósofos para elaborar a sua própria doutrina, a periechontologia, como antídoto a todas as formas de reducionismo e dogmatismo. A contemplação e comunicação existencial tornaram-se a base de uma condução filosófica da vida com a meta de alcançar uma fé filosófica própria. O presente texto pretende demonstrar como a apropriação existencial da filosofia pode contribuir na conquista de uma fé filosófica de cada um e, com isso, na formação humana em tempos de insegurança generalizada.

 


[i] Texto apresentado como comunicação no 5º Congresso da Sociedade de Filosofia da Educação de Língua Portuguesa (SOFELP) realizado na UNICAMP de 26 a 28 de agosto de 2015.


Palavras-chave


Jaspers; fé filosófica; formação humana; Periechontologia; condução filosófica da vida.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n38.6026

Direitos autorais



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

EccoS – Revista Científica
ISSN da versão online: 1983-9278
ISSN da versão impressa: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br