Movimentos estéticos na pedagogia: pelas bordas do caminho, o (des)vestir de um corpo

Denise Aquino Alves Martins

Resumo


Este estudo objetiva identificar elementos estéticos na formação docente, que se constituíram por meio de cruzamentos derivados das memórias de (auto)formação narradas por um grupo de estudantes do Curso de Pedagogia (UFT) participantes de um projeto denominado Mobilizar-te. A pesquisa está ancorada com o método (auto) biográfico na potencialidade da memória como ferramenta de formação. No artigo apresentamos fragmentos das entrevista com 8 acadêmicos egressos do Curso de Pedagogia; depoimentos escritos, anotações avulsas em cadernos, relatórios de grupos. Olhar esse movimento que é feito de marcas, desassossegar uma forma previamente pensada é sentir a vitalidade do tempo produzido na docência que se teceu com o outro.


Palavras-chave


experiência estética, formação docente, memórias, protagonismos discentes.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n43.7365

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



EccoS – Revista Científica
ISSN da versão online: 1983-9278
ISSN da versão impressa: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br