Quem são os Pedagogos que atuam nas instituições de ensino público da SRE de Ouro Preto, Minas Gerais? O perfil e a formação em foco

Nilzilene Imaculada Lucindo, Regina Magna Bonifácio de Araújo

Resumo


Este artigo apresenta os resultados de uma pesquisa de Mestrado cujo objetivo foi conhecer quem são os pedagogos que atuam nas instituições de ensino público da Superintendência Regional de Ensino de Ouro Preto / MG. O estudo, de abordagem qualitativa, fez uso de análise documental, questionário e entrevista para coletar os dados, com posterior tratamento das entrevistas pela análise de conteúdo. Os resultados indicaram que esses pedagogos têm na base de sua formação o curso de Magistério e são os especialistas de educação formados na vigência do Parecer CFE nº 252/69, quando o curso de Pedagogia estava estruturado por habilitações. Ao analisarmos a formação inicial que receberam identificamos que ela foi bem teórica, com pouco incentivo à pesquisa, e que o contato com o campo profissional se deu essencialmente a partir do estágio. A formação continuada da qual participam hoje não é específica para esses profissionais que atuam na coordenação pedagógica, demonstrando uma lacuna nessa formação.

Palavras-chave


Curso de Pedagogia. Pedagogo. Formação do Pedagogo.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, H. M. de P.; HAAS, C. M.; ARAÚJO, R. M. B. de. Formação de professores da educação básica no Brasil - Curso de Pedagogia – Licenciatura, em instituições da Região Sudeste. Acta Scientiarum Education, Maringá, UEM, v. 35, n. 1, p. 105-115, jan./jun., 2013. Disponível em: . Acesso em: 29 nov. 2014.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

SILVA, C. S. da Curso de pedagogia no Brasil – história e identidade. Campinas: Autores Associados, 2006.

______. Curso de Pedagogia no Brasil: uma questão em aberto. In: PIMENTA, Selma Garrido (Org.) Pedagogia e Pedagogos: caminhos e perspectivas. São Paulo: Cortez, 2011. p. 131-154.

BOGDAN, R.; BIKLEN, S. Investigação Qualitativa em Educação – uma introdução à teoria e aos métodos. Porto: Porto Editora, 1994.

BRASIL. Conselho Federal de Educação. Parecer n° 251/62. Fixa o currículo mínimo e a duração do Curso de Pedagogia. Relator: Valnir Chagas. In: Documenta, n. 11, p.59-66, jan./fev., 1963.

______. Conselho Federal de Educação. Parecer n° 252/69. Fixa os mínimos de conteúdo e duração a serem observados na organização do curso de Pedagogia. Relator: Valnir Chagas. In: Documenta, n. 100, p. 101-139, abr., 1969.

______. Conselho Federal de Educação. Parecer n° 292/62. Fixa a parte pedagógica dos currículos mínimos relativos aos cursos de licenciatura. In: Documenta, n. 10, p. 95-101, dez., 1962.

______. Conselho Nacional de Educação. Resolução nº 1/2006 de 15 de maio de 2006. Institui Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia, licenciatura. Diário Oficial da União, Brasília, 16 maio 2006, Seção 1, p. 11. Disponível em: . Acesso em: 21 dez. 2013.

______. Decreto nº 7.219 de 24 de junho de 2010. Dispõe sobre o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – PIBID e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 25 jun. 2010. Disponível em: . Acesso em: 11 jul. 2015.

______. Decreto-Lei nº 1190 de 04 de abril de 1939. Dá organização à Faculdade Nacional de Filosofia. Diário Oficial da União, Rio de Janeiro, RJ, 06 abr. 1939. Disponível em: . Acesso em: 08 set. 2013.

______. Lei nº 5.540, de 28 de novembro de 1968. Fixa normas de organização e funcionamento de ensino superior e sua articulação com a escola média e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 29 nov. 1968. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1960-1969/lei-5540-28-novembro-1968-359201-norma-pl.html. Acesso em: 23 dez. 2013.

______. Lei nº 5.692, de 11 de agosto de 1971. Fixa diretrizes e bases para o ensino de 1º e 2º graus, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 12 ago. 1971. Disponível em: . Acesso em: 23 dez. 2013.

______. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Dispõe sobre as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 dez. 1996. Disponível em: < http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1996/lei-9394-20-dezembro-1996-362578-publicacaooriginal-1-pl.html>. Acesso em: 23 dez. 2013.

______. Ministério da Educação e Cultura. Portaria nº 867/12. Brasília, 2012. Institui o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa e as ações do Pacto e define suas diretrizes gerais. Disponível em: . Acesso em: 13 jul. 2015.

BRAÚNA, R. de C. de A. A construção de identidades profissionais de estudantes de Pedagogia. In: Reunião Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, XXXII, 2009, Caxambu. Disponível em: . Acesso em: 06 jul. 2015.

CARVALHO, M. P. de. Trabalho docente e relações de gênero: algumas indagações. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 2, p. 77-84, maio/jun/jul. 1996. Disponível em: . Acesso em: 06 jul. 2015.

COMENIUS, J. A. Didática Magna. Aparelho Crítico Marta Fattori; Tradução de Ivone

Castilho Beneditti. 4 ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

CRUZ, G. B. da. 70 anos do curso de Pedagogia no Brasil: uma análise a partir da visão de

dezessete pedagogos primordiais. Educação & Sociedade, Campinas, v. 30, n. 109, p. 1187-

, set./dez. 2009.Disponível em: .

Acesso em: 27 mar. 2014.

______. Curso de Pedagogia no Brasil: história e formação com pedagogos primordiais. Rio de Janeiro: Wak Editora, 2011.

______. Teoria e prática no curso de pedagogia. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 38, n. 1, p.149-164, 2012. Disponível em: . Acesso em: 16 dez. 2014.

DINIZ-PEREIRA, J. E. As licenciaturas e as novas políticas educacionais para a formação docente. Educação & Sociedade, ano XX, n. 68, p. 109-125, dez. 1999. Disponível em:

. Acesso em: 11 jul. 2013.

EVANGELISTA, O.; TRICHES, J. Diretrizes curriculares nacionais para o curso de pedagogia: docência, gestão e pesquisa. In: Seminário de Pesquisa em Educação da Região Sul, VII. Itajaí: 2008. P. 1-17. Disponível em: . Acesso em: 07 out. 2014.

FRANCO, M. A. S.; LIBÂNEO, J. C.; PIMENTA, S. G. As dimensões constitutivas da Pedagogia como campo de conhecimento. Educação em Foco, v. 14, n. 17, p. 55-78, jul. 2011. Disponível em: . Acesso

em: 21 jun. 2014.

GATTI, B. A. A formação inicial de professores para a educação básica: as licenciaturas.

Revista USP, São Paulo, n. 100, p. 33-46, dez./jan./fev. 2013-2014. Disponível em:

. Acesso em: 03 mar. 2015.

______. Análise das políticas públicas para formação continuada no Brasil, na última década. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 13, n. 37, p. 57-70, jan./abr. 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v13n37/06.pdf>. Acesso em: 19 jul. 2014.

______. (Coord.); BARRETTO, E. S. de S. Professores do Brasil: impasses e desafios. Brasília: UNESCO, 2009. Disponível em: . Acesso em: 07 jun. 2013.

IMBERNÓN, F. Formação permanente do professorado: novas tendências. São Paulo:

Cortez, 2009.

LIBÂNEO, J. C. A pedagogia em questão: entrevista com José Carlos Libâneo. In: Olhar de professor, Ponta Grossa, v. 10, p.11-33, 2007. Disponível em Acesso em: 14 fev. 2015.

______. Ainda as perguntas: o que é pedagogia, quem é o pedagogo, o que deve ser o curso de Pedagogia. In: PIMENTA, S. G. (Org.). Pedagogia e Pedagogos: caminhos e perspectivas. São Paulo: Cortez, 2011. p. 63-100.

______. Pedagogia e Pedagogos: inquietações e buscas. Educar. Curitiba: Editora da UFPR, n. 17, p. 153-176. 2001. Disponível em: . Acesso em: 09 out. 2011.

______. Pedagogia e pedagogos, para que? São Paulo: Cortez, 2010.

______.; PIMENTA, S. G. Formação de profissionais da educação: visão crítica e perspectiva de mudança. In: PIMENTA, Selma Garrido (Org.). Pedagogia e Pedagogos: caminhos e perspectivas. São Paulo: Cortez, 2011. p. 15-61.

LEITE, Y. U. F.; LIMA, V. M. M. Cursos de Pedagogia no Brasil: o que dizem os dados do INEP/MEC? Ensino Em-Revista, Uberlândia, v.17, n.1, p. 69-93, jan./jun. 2010. Disponível em: . Acesso em: 03 mar. 2015.

LIMA, E. de F. Formação de professores – passado, presente e futuro: o curso de Pedagogia. In: MACIEL, L. S. B.; Shigunov Neto, A. (Orgs). Formação de Professores Passado, Presente e Futuro. São Paulo: Cortez, 2004. p.15-34.

LUDKE, M. A complexa relação entre o professor e a pesquisa. In: ANDRÉ, M. E. D. A. de (Org.). O papel da pesquisa na formação e na prática dos professores. Campinas: Papirus, 2012. p. 27-54.

LUZ, T. H. B. e S. Ser Pedagogo: o conhecimento da identidade profissional pelas histórias de vida. 2010. 166 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Piauí, Piauí, 2010.

MARIN, A. J. O curso de Pedagogia em foco: fragilidades constantes e urgências da formação. In: Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino, XVII. Fortaleza: 2014. Disponível em:. Acesso em: 24 jan. 2015.

MINAS GERAIS. Secretaria de Estado de Educação. Guia de Revisão e Reorganização do Plano de Intervenção Pedagógica. 2013. Disponível em: . Acesso em: 13 jul. 2015.

NUNES, C. M. F.; ARAÚJO, R. M. B. de. A Formação para Gestão no Curso de Pedagogia: O Projeto Pedagógico e a Formação do Pedagogo na Percepção dos/as Alunos/as. In: RAHME, M. M. F.; FRANCO, M. A. M.; DULCI, L. C. (Org.). Formação e políticas públicas na educação: tecnologia, aprendizagem, diversidade e inclusão. Jundiaí: Paco Editorial, 2014, p. 68-85.

PIMENTA, S. G. A formação de professores para a Educação Infantil e para os anos iniciais do Ensino Fundamental: análise do currículo dos cursos de Pedagogia de instituições públicas e privadas do Estado de São Paulo. In: Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino, XVII. Fortaleza: 2014. Disponível em: . Acesso em: 24 jan. 2015.

______. O estágio na formação de professores: unidade teoria e prática? São Paulo: Cortez, 1997.

______.; LIMA, M. S. L. Estágio e Docência. São Paulo: Cortez, 2012.

PINHEIRO, G. C. G.; ROMANOWSKI, J. P. Curso de Pedagogia: formação do professor da Educação Infantil e dos anos séries iniciais do Ensino Fundamental. Formação Docente, Belo Horizonte, v. 2, n. 3, p. 136-151, ago./dez. 2010. Disponível em: Acesso em: 03 mar. 2015.

PLACCO, V. M. N. de S.; SARMENTO, M. L. de M. Outro jeito de dar aulas: Orientação de Estudos. In: BRUNO, E. B. G.; CHRISTOV, L. H. da S. (Org.). O Coordenador Pedagógico e a Educação continuada. São Paulo: Edições Loyola, 2009. p. 41-50.

______.; SOUZA, V. L. T. de; ALMEIDA, L. R. de. Proposição de Políticas Públicas quanto à formação de Coordenadores Pedagógicos, Formadores de Professores. In: Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino, XVI. Campinas: 2012. Disponível em: . Acesso em: 30 abr. 2014.

SAVIANI, D. Pedagogia: o espaço da educação na universidade. Cadernos de Pesquisa. São Paulo, v. 37, n. 130, p. 99-134, jan./abr. 2007. Disponível em: . Acesso em: 29 nov. 2014.

______. Formação de Professores: aspectos históricos e teóricos do problema no contexto

brasileiro. Revista Brasileira de Educação, v. 14, n. 40, jan./abr. 2009. Disponível em:

. Acesso em: 11 jun. 2014.

______. História da Formação docente no Brasil: três momentos decisivos. Educação. Revista

do Centro de Educação, v. 30, n. 2, julio-diciembre, p.11-26, 2005. Disponível em:

. Acesso em: 11 jun. 2014.

SCHEIBE, L.; AGUIAR, M. Â. Formação de profissionais da educação no Brasil: o curso de pedagogia em questão. Educação & Sociedade, Campinas, v. 68, p. 220-238, dez. 1999. Disponível em: . Acesso em: 13 out. 2011.

______.; DURLI, Z. Curso de Pedagogia no Brasil: olhando o passado, compreendendo o presente. Educação em Foco. Belo Horizonte, v. 14, n. 17, p. 79-109, jul. 2011. Disponível em: < http://www.uemg.br/openjournal/index.php/educacaoemfoco/article/view/104>. Acesso em: 03 mar. 2015.

SOMACAL, C. M. Professor Pedagogo: que profissional é este? 2010. 177 f. Dissertação

(Mestrado em Educação) Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2010.

Disponível em: < https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/94585>. Acesso em: 01

dez. 2014.

UNESCO. O Perfil dos professores brasileiros: o que fazem, o que pensam, o que almejam... / Pesquisa Nacional UNESCO, São Paulo: Moderna, 2004. Disponível em: . Acesso em: 01 dez 2014.




DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n49.8164

Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

EccoS – Revista Científica
ISSN da versão online: 1983-9278
ISSN da versão impressa: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br