Políticas educacionais, reconhecimento e concepções plurais de justiça social: uma revisão de literatura

Rodrigo Manoel Dias da Silva, Bruna Ponçoni

Resumo


O artigo objetiva interpretar as relações entre escolarização e desigualdades, a partir da análise sistemática de estudos publicados em periódicos brasileiros da área de Educação. Trata-se de um estudo teórico realizado em artigos publicados entre 2011 e 2015, no qual, além de um levantamento das recorrências quantitativas, realizou-se um mapeamento das referências qualitativas, dentre as quais verificou-se dois grandes traços interpretativos. No que tange à esfera de produção e atuação do Estado, os estudos demonstraram uma transformação nos princípios políticos que compuseram, ao longo da história, a pauta pública dos Estados Nacionais. Quanto às políticas, os autores identificaram a existência de uma convergência no que se refere ao reconhecimento da diversidade sociocultural no contexto das políticas educacionais, mesmo em formações sociais marcadas por injustiças, em detrimento a posições discriminatórias ou excludentes.


Palavras-chave


Políticas educacionais; Desigualdades; Justiça social

Texto completo:

PDF

Referências


AFONSO, A. J. Reforma do Estado e políticas educacionais: entre a crise do estado-nação e a emergência da regulação supranacional. Educação & Sociedade, Campinas, n. 75, p. 15-32, 2001.

ARROYO, M. G. Políticas educacionais, igualdade e diferenças. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, Porto Alegre, v. 27, n.1, p. 83-94, 2011.

BALANDIER, G. Antropologia Política. Lisboa: Editorial Presença, 1980.

CANDAU, V. M. F. Diferenças culturais, interculturalidade e educação em direitos humanos. Educação & Sociedade, Campinas, v. 33, n.118, p. 235-250, 2012.

DUBET, F. As desigualdades multiplicadas. Ijuí: Ed. Unijuí, 2003.

______. Mutações cruzadas: a cidadania e a escola. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 16, n. 47, p. 289-305, 2011.

FRASER, N. Da redistribuição ao reconhecimento? Dilemas da justiça na era pós-socialista. In: SOUZA, J. (org.) Democracia Hoje. Brasília: Ed.UNB, p. 245-282, 2001.

GERALDES, M. A. F., ROGGERO, R. Educação e diversidade: demandas do capitalismo contemporâneo. Educação & Sociedade, Campinas, v. 32, n. 115, p. 471-487, 2011.

GEWIRTZ, S.; CRIBB, A. Concepções plurais de justiça social: implicações para a sociologia das políticas. In: BALL, S. J.; MAINARDES, J. (orgs.) Políticas educacionais: questões e dilemas. São Paulo: Cortez, p.123-142, 2011.

GOMES, N. L. Diversidade étnico-racial, inclusão e equidade na educação brasileira: desafios, políticas e práticas. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, Porto Alegre, v.27, n.1, p. 109-121, 2011.

GOMES, N. L. Movimento negro e educação: ressignificando e politizando a raça. Educação & Sociedade, Campinas, v. 33, n. 120, p. 727-744, 2012.

HAGE, S. M.; OLIVEIRA, L. M. M. Território, políticas públicas e educação do campo na Amazônia Paraense: o protagonismo dos movimentos sociais em debate. Revista de Educação Pública, Cuiabá, v. 20, n.42, p. 91-108, 2011.

LOPES, E. T. Sujeitos indígenas Bakairi: como se apresentam e como são vistos nos ambientes escolares. Revista de Educação Pública, Cuiabá, v.23, n.54, p. 807-829, 2014.

MARQUES, E. S. Educação e relações étnico-raciais no Brasil: as contribuições das leis 10.639/2003 e 11.645/2008 para a decolonização do currículo escolar. Revista de Educação Pública, Cuiabá, v. 23, n. 53/2, p.553-571, 2014.

MIGUEL, L. F. Democracia, representação e comunidade. In: ARAÚJO, C.; AMADEO, J. (orgs.) Teoria Política Latino-americana. São Paulo: Hucitec/FAPESP, p. 159-178, 2009.

MILLS, C. W. Sobre o artesanato intelectual e outros ensaios. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.

OLIVEIRA, L. A.; NASCIMENTO, R. G. Roteiro para uma História da Educação Escolar Indígena: Notas sobre a relação entre Política Indigenista e Educacional. Educação & Sociedade, Campinas, v. 33, n. 120, p. 765-781, 2012.

ORTIZ, R. Diversidade cultural e cosmopolitismo. Lua Nova – Revista de Cultura e Política, São Paulo, n. 47, p. 73-89, 1999.

REIS, M. C.; SOUZA, E. F; MENEZES, V. G. Desafios para a política educacional: a presença negra na configuração escolar. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, Porto Alegre, v. 30, n.3, p. 619-634, 2014.

SANTOS, M. Espaço e método. São Paulo: Hucitec, 1997.

SILVA, R. M. D. Educação patrimonial e políticas de escolarização no Brasil. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 41, n. 2, p. 467-489, 2016.




DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n49.8192

Direitos autorais 2019 EccoS – Revista Científica

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

EccoS – Revista Científica
ISSN da versão online: 1983-9278
ISSN da versão impressa: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br