Pensar a África em sala de aula: ensino, conhecimento logopático e africanidades no filme Beasts of no nation

Humberto Perinelli Neto, Alexandre Cristiano Baldacin Junior

Resumo


O texto apresenta análise do filme Beasts of no nation, segundo preocupação de gerar sua apropriação pedagógica para desenvolvimento de prática educativa voltada para a Educação das Relações Étnico-Raciais, mais especificamente o Ensino de História e Culturas Africanas. Trata-se de pesquisa com abordagem qualitativa, natureza aplicada e que conciliou descrição e explicação, valendo-se para isso de investigações bibliográficas e documentais. A interpretação promovida indica que Beasts of no nation é interessante para refletir sobre conceitos como etnia, nação, fronteiras, Estado e, a partir deles, para compreensão da realidade dos países africanos. Desta feita, a apropriação pedagógica dessa obra fílmica é pertinente para a elaboração de propostas pedagógicas com base no pensamento decolonial e a interculturalidade.

Palavras-chave


Educação das Relações Étnico-Raciais. Africanidades. educação e cinema. Beasts of no nation. conhecimento logopático

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.n45.8369

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



EccoS – Revista Científica
ISSN da versão online: 1983-9278
ISSN da versão impressa: 1517-1949
www.revistaeccos.org.br