Distinções estruturais, disfunções e pressões institucionais em cooperativas lácteas centrais – análise sob a perspectiva dos gestores

Gustavo Leonardo Simão, Túlio Carvalho Campello de Souza Netto, Luiz Marcelo Antonialli

Resumo


As cooperativas centrais figuram como uma opção para as cooperativas singulares incrementarem seu poder de barganha no contexto do mercado lácteo brasileiro. Todavia, ainda são incipientes pesquisas referentes às possíveis distinções estruturais desses empreendimentos. O objetivo neste trabalho foi analisar e identificar variações estruturais e possíveis dificuldades enfrentadas em duas cooperativas centrais lácteas. O foco principal foi a identificação, a partir de entrevistas semiestruturadas com representantes do alto comando dessas organizações, de como estão estruturados os negócios, considerando-se, além das distinções encontradas, as disfunções e as principais requisições institucionais interpostas pelo mercado a esses empreendimentos. Os resultados indicam uma expressiva variabilidade estrutural nas duas empresas, mas também evidenciam a recorrência de alguns pontos congruentes como processos informacionais assimétricos e conflitos de interesses ocasionados, principalmente, por demandas institucionais externas. 


Palavras-chave


Cooperativas centrais. Estratégia. Modelo de negócios, Setor lácteo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/exactaep.v14n3.6448

Direitos autorais



Tempo médio entre a submissão e primeira resposta de avaliação: 120 dias

Exacta – Engenharia de Produção

e-ISSN: 1983-9308
ISSN: 1678-5428
www.revistaexacta.org.br

Exacta  ©2020 Todos os direitos reservados.