Estágios de servitização: evidências oriundas de indústrias de máquinas e equipamentos brasileiras

Wesley Canedo de Souza Junior, Noel Torres Júnior

Resumo


Um número cada vez maior de empresas tem adicionado valor a seus negócios mediante a incorporação de serviços, buscando alcançar diversos potenciais ganhos, por exemplo, maior lucratividade e diferenciação. À transição realizada pela indústria de uma fabricante de bens a uma fornecedora de soluções produto-serviço é dado o nome de “servitização”. A literatura desta temática é escassa quanto ao modo como se dá a servitização em empresas, sendo ainda um campo com poucas evidências oriundas de estudos quantitativos. Assim, o objetivo deste trabalho consistiu em avaliar quantitativamente a existência de estágios distintos e sequenciais do processo de servitização em indústrias servitizadas. Em um questionário foram avaliadas as percepções de 92 gestores de indústrias servitizadas do setor de Máquinas e Equipamentos. Os dados foram validados e analisados com o emprego de estatística univariada e multivariada. Os resultados sugerem que a servitização acontece em etapas de ofertas sequenciais e distintas.


Palavras-chave


Servitização. Estágios. Serviço. Indústria. PSS.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/exactaep.v16n1.7187

Direitos autorais



Tempo médio entre a submissão e primeira resposta de avaliação: 120 dias

Exacta – Engenharia de Produção

e-ISSN: 1983-9308
ISSN: 1678-5428
www.revistaexacta.org.br

Exacta  ©2020 Todos os direitos reservados.