Uso da análise bibliométrica nos anais do ENEGEP de 2008 a 2016

Éloni Prioste Amaral, Ricardo Coser Mergulhão, Érica Kushihara Akim, Rute Aparecida Figueiredo, Antonio Carlos Farrapo Junior

Resumo


A análise bibliométrica vem se mostrando uma excelente ferramenta para o desenvolvimento de pesquisas acadêmicas, pois garante atualização com os avanços tecnológicos, sobretudo para busca de melhoria contínua das organizações. Na Engenharia de Produção, a bibliometria ainda é pouco explorada pelos seus pesquisadores, portanto, este artigo buscou levantar sobre como a bibliometria está inserida nos estudos da área da Engenharia de Produção a partir da análise dos artigos publicados no ENEGEP entre 2008 e 2016.Os principais resultados são: há um crescente volume de publicações nos últimos anos, o que sugere uma popularização da bibliometria no meio acadêmico; e há uso escasso de ferramentas computacionais no processamento e análise dos dados. Conclui-se que há uma perspectiva positiva em relação ao uso da bibliometria na Engenharia de Produção, porém uma análise sistêmica deve ser feita em conjunto com a bibliometria para garantir a qualidade das pesquisas.


Palavras-chave


Análise bibliométrica; Bibliometria; Engenharia de produção; ENEGEP

Texto completo:

pdf

Referências


Araújo, C. A. (2006). Bibliometria: evolução histórica e questões atuais. Em Questão, 12 (1), 11–32.

Bardln, L. (1977). Análise de conteúdo. Lisboa: edições, 70, 225.

Barros, A. J. P.; Lehfeld, N. A. DE S. (2000). Fundamentos de Metodologia: um guia para a iniciação científica. [s.l: s.n.].

Garfield, E.; Sher, I. H.; Torpie, R. J. (1964). The use of citation data in writing the history of science. Institute for Scientific Information Inc Philadelphia, 1–95.

Macias-Chapula, C. A. (1998). O papel da informetria e da cienciometria e sua perspectiva nacional e internacional. Ciência da Informação, 27 (2), 134–140.

Mugnaini, R. (2016). 40 anos de Bibliometria no Brasil: da bibliografia estatística à avaliação da produção científica nacional. Seminário do NAP - Observatório da Inovação e Competitividade - IEA/USP.

Queiroz, C. P.; Horacio, G. (2015). Análise Bibliométrica das Publicações do ENEGEP Sobre Ergonomia Cognitiva Entre os Anos de 2004 e 2014. Encontro Nacional De Engenharia De Produção, 35, 2015. Anais... Fortaleza: ABEPRO.

Rostaing, H. (1996). La bibliométrie et sés techniques. Toulouse: Editions Sciences de la Société.

Sancho, R. (1990). Indicadores bibliométricos utilizados en la evaluación de la ciencia y la tecnología. Revisión bibliográfica. Revista Española de Documentación Científica, 13 (3-4), 842–865.

Spinak, E. (1998). Indicadores cienciométricos. Ciência da Informação, 27 (2), 141-148.

Tague-sutcliffe, J. (1992). An introduction to informetrics. Information Processing and Management, 28 (1), 1–3.

Tarapanoff, K. (1995). Técnicas para tomada de decisão nos sistemas de informação. 2. ed. Brasília: Thesaurus, 163.

Vianna, W. B.; Giffhorn, E.; Ensslin, L. (2008). O uso do design de pesquisa para estabelecimento de referencial teórico - o caso dos modelos de maturidade em gerenciamento de projetos. XXVIII Encontro Nacional De Engenharia De Produção, 1–12.




DOI: https://doi.org/10.5585/exactaep.v17n4.8244

Direitos autorais 2019 Exacta

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Tempo médio entre a submissão e primeira resposta de avaliação: 120 dias

Exacta – Engenharia de Produção

e-ISSN: 1983-9308
ISSN: 1678-5428
www.revistaexacta.org.br

Exacta  ©2020 Todos os direitos reservados.