Aplicação dos princípios do SMED para a redução dos tempos de setup em uma empresa de implantes médicos: Um estudo de caso.

Aroldo José Isaias de Moraes, Reinaldo Baptista, Luciana Ferracini dos Santos, Elaine Cristina Bucioli

Resumo


Diante de um mercado cada vez mais competitivo, as empresas vêm buscando alternativas e estratégias para se manterem ativas. Desafios impostos tais como: redução de custos, qualidade do produto e prazos de entrega menores fazem com que as mesmas almejem a melhoria contínua. O objetivo deste trabalho é demonstrar como os princípios da filosofia Lean, por meio de suas ferramentas, podem atingir estes desafios. O trabalho foi realizado por meio de um estudo de caso em uma empresa fabricante de implantes médicos, situada na cidade de Rio Claro SP. Foi possível evidenciar os ganhos obtidos com a redução dos tempos de setup por meio da eliminação de atividades que não agregavam valor e a implantação do sistema de troca rápida de ferramentas.


Palavras-chave


Melhoria contínua; Filosofia Lean; SMED

Texto completo:

pdf

Referências


Anil, G. P., Gangadhar, C. R., Narendra, B. D. (2016). Reduction in setup by single minute exchange of dies (SMED) methodology. International Journal of Scientific & Technology Research, 5(6), 364-366.

Begam, M. S., Swamynathan, R., Sekkizhar, J. (2013). Current trends on lean management – a review. International Journal of Lean Thinking, 4(2), 15-21.

Calhado, P. M., France, L. D. A., Rocha, Y. B., Oliveira, F. M. V. B., Neto, P. C. O. (2015). Implantação do método de troca rápida de ferramentas no setor de usinagem em uma indústria de autopeças. XXXV Encontro Nacional de Engenharia de Produção, Fortaleza, CE, 13-16.

Cas, F., Silva, M. G., Luz, D. F., Vecchia, R. D. (2013). Redução do tempo de setup através do sistema de troca rápida de ferramentas (TRF): estudo de caso em uma empresa farmacêutica. XX Simpósio de Engenharia de Produção, Bauru, SP, 04-06.

Costa, E., Bragança, S., Sousa, R., Alves, A. (2013). Benefits from a SMED application in a punching machine. World Academy of Science, Engineering and Technology, 7(5), 951-957.

Grzybowska, K., Gajdzik, B. (2012). Optymisation of equipment setup process in enterprises. Metalurgija. 51, 555-558.

LEWIS, P.; COOKE, G. (2014). Developing a lean measurement system to enhance process improvement. International Journal of Metrology and Quality Engineering, v. 4, n. 3, p. 145-151.

Liker, J.K. (2005). O modelo Toyota: 14 princípios de gestão do maior fabricante do mundo. Porto Alegre: Bookman, 320.

Majava, J., Ojanpera, T. (2017). Lean production development in smes: a case study. Management and Production Engineering Review, 8(2), 41-48.

Miguel, P. A. C., Nakano, D., In: Miguel, P. A. C. (Org.) (2012). Metodologia da Pesquisa Científica em Engenharia de Produção e Gestão de Operações. 2ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier (ABEPRO), cap. 4.

Moreira, A.C., PAIS, G.C.S. (2011). Single minute exchange of die. a case study implementation. Journal of Technology Management & Innovation, 6(1), 129-146.

Ohno, T. (1997). O sistema Toyota de produção: além da produção em larga escala. Porto Alegre: Bookman, 150.

Pienkowski, M. (2014). Waste measurement techniques for lean companies. International Journal of Lean Thinking, 5(1), 9-24.

Rameez, H. M., Inamdar, K. H. (2010). Areas of lean manufacturing for productivity improvement in a manufacturing unit. World Academy of Science, Engineering and Technology, 4(9), 890-893.

Shingo, S. (2000). Sistema de troca rápida de ferramenta: uma revolução nos sistemas produtivos. Porto Alegre: Bookman, 327.

Silva, J. P. N., Alsisi, R. B., Costa, F. G. (2016). Aplicação da troca rápida de ferramentas em uma empresa de corte e dobra de aço. XXXVI Encontro Nacional de Engenharia de Produção, João Pessoa, PB, 03-06.

Stadnicka, D. (2015). Setup analysis: combining smed with other tools. Management and Production Engineering Review, 6(1), 36-50.

Sugai, M., Mcintosh, R. I., Novaski, O. (2007). Metodologia de Shigeo Shingo (SMED): análise crítica e estudo de caso. Gestão & Produção, 14(2), 323-335.

Ulutas, B. (2011). An application of SMED methodology. World Academy of Science, Engineering and Technology, 5(7), 1194-1197.

Womack, J.P., Jones, D.T., Roos, D. (2004). A máquina que mudou o mundo. 5 ed, Rio de Janeiro: Campus, 360p.




DOI: https://doi.org/10.5585/exactaep.v17n4.8589

Direitos autorais 2019 Exacta

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Tempo médio entre a submissão e primeira resposta de avaliação: 120 dias

Exacta – Engenharia de Produção

e-ISSN: 1983-9308
ISSN: 1678-5428
www.revistaexacta.org.br

Exacta  ©2020 Todos os direitos reservados.