Dia de Bicicleta ao Trabalho: Uma Potencial Ferramenta para Planejamento e Promoção da Mobilidade Sustentável

Luis Claudio Brito Patricio, Leandro Kruszielski

Resumo


O Dia de Bicicleta ao Trabalho (DBT) é realizado no mundo inteiro e uma campanha foi iniciada recentemente no Brasil abrangendo todo o país. Apesar do crescente interesse, a pesquisa nacional nessa área é inexistente. Este artigo analisa os impactos de uma campanha como essa, utilizando dados obtidos em 320 respostas válidas em um levantamento realizado em Curitiba no DBT 2015. Os resultados mostram que 38,4% dos participantes sempre usam a bicicleta para ir ao trabalho e 29,4% nunca a usam ou utilizam-na raramente. As barreiras e motivações são basicamente as mesmas para os diferentes perfis de ciclistas, sendo que a motivação mais mencionada foi saúde pessoal e a barreira mais referida foi falta de infraestrutura cicloviária. Os pontos de origem-destino foram mapeados, apontando a Regional Matriz como principal polo de atração de ciclistas. Apesar de não terem sido verificados os impactos de longo prazo, esta pesquisa demonstrou o potencial de uma campanha DBT em gerar mudança de comportamento, além de fornecer dados sobre os ciclistas e seus padrões de deslocamento, auxiliando dessa forma no planejamento cicloviário das cidades.


Palavras-chave


Bicicleta. Mobilidade urbana. Medidas de incentivo. Eventos.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/geas.v5i3.619

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Revista de Gestão Ambiental e Sustentabilidade



Rev. Gest. Ambient. Sustentabilidade, São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2316-9834

Rua Vergueiro, 235/249 - Liberdade, São Paulo - SP (Brasil), Cep: 01504-000

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional